Moradia

Preço do aluguel em Curitiba tem maior aumento desde 2017

Setor mantém crescimento de empreendimentos
Setor mantém crescimento de empreendimentos (Foto: Franklin de Freitas)

O preço do aluguel em Curitiba aumento 2,3% em outubro, segundo o relatório do Imovelweb, um dos maiores portais imobiliários do País. Foi a maior alta desde o início do relatório em janeiro de 2017. É o segundo mês consecutivo que o valor mensal do imóvel fica acima de +1,0%. Na capital paranaense, o aluguel médio de um imóvel padrão (65 m², 2 quartos e 1 vaga na garagem) chegou a R﹩ 1.513/mês.

Em outubro, Cristo Rei foi o bairro com maior aumento anual (R﹩ 1.654, +18,7%), seguido do Centro Cívico (R﹩ 2.127, +17,1%) e da Cidade Industrial de Curitiba (R﹩ 1.452, +17,3%). Já os mais baratos foram Parolin (R﹩ 963, -7,8%), Cajuru (R﹩ 1.264, -2,5%) e Mercês (R﹩ 1.841, 1,7%).

O bairro com aluguel mais caro de Curitiba é Santo Inácio (Santa Felicidade) com preço médio de R﹩ 2.460. Já Tatuquara (Pinheirinho) possui o aluguel mais barato, com a média de R﹩ 960/mês.

Ao mesmo tempo, o setor vem em expansão. Com destaque nos segmentos luxo e superluxo, o mercado de imóveis em Curitiba mantém no segundo semestre de 2021 a tendência de crescimento em relação a 2020. É o que mostra a mais recente pesquisa da Associação dos Dirigentes de Empresas do Mercado Imobiliário no Paraná (Ademi-PR), em parceria com a BRAIN Inteligência Estratégica. O levantamento traz dados referente aos três primeiros trimestres do ano (janeiro a setembro últimos).

O número de alvarás liberados para novas unidades residenciais, por exemplo, saltou 150%, em comparação com o mesmo período de 2020, passando de 18 mil. “É a maior quantidade desde o pico de 2010 e 2011”, assinala o consultor e sócio da BRAIN, Guilherme Werner.