Publicidade
Novidade confirmada

Paraná anuncia fornecedor próprio de materiais e promete preços mais baixos para a torcida

Leonardo Oliveira, presidente do Paraná Clube
Leonardo Oliveira, presidente do Paraná Clube (Foto: Geraldo Bubniak)

Depois do empate em 0 a 0 contra o Guarani na tarde deste sábado (18 de maio), na Vila Capanema, o Paraná Clube anunciou aos torcedores uma interessante novidade. Com o contrato com a Topper perto do fim, será o próprio clube quem passará a produzir e comercializar os materiais que servirão desde as equipes da categoria de base aos profissionais do clube.

De acordo com Leonardo Oliveira, presidente paranista, o nome da nova marca será anunciado nos próximos dias - e não será "Somos Valentes", como chegou a ser especulado. O projeto de lançamento já está pronto e será divulgado durante a parada nas competições nacionais para a disputa da Copa América, enquanto os novos uniformes que vestirão o clube já estão sendo produzidos por uma empresa parceira nesse novo modelo de negócio.

“Faremos a divulgação da marca e dos materiais durante a parada para a Copa América e começamos a usar o material depois (da competição entre seleções). É um material com melhor qualidade e que atenderá às necessidades do Paraná”, declarou o dirigente, revelando ainda que o clube teve algumas (“não muitas”) negociações com possíveis fornecedores, mas optou por seguir uma "mudança de mercado", numa iniciativa já adotada por clubes como Coritiba e Fortaleza.

Tivemos algumas, não muitas, mas algumas negociações. O mercado está mudando a maneira de se relacionar com os clubes e o risco, para o clube, está sendo muito maior e a exposição da marca (parceira, o fornecedor) não está trazendo vantagens ao Paraná. Então avaliamos as ofertas que tivemos e julgamos mais interessante neste momento valorizar a marca do próprio Paraná, criar este material”, disse Leonardo Oliveira.

Promessa de preços mais baixos para a torcida

A questão de material e lojas com produtos do clube para serem vendidos aos torcedores, afirmou ainda Leonardo Oliveira, “sempre foi um problema”. Um novo parceiro, então, deverá ajudar o clube e sua nova marca e a ideia é que todas as peças utilizadas desde as categorias de base estejam disponíveis para o torcedor comprar na loja da instituição.

“Isso deve representar um incremento de receitas. Além disso, porém, ninguém melhor que o Paraná Clube para desenvolver seus próprios produtos”, argumentou o presidente.

O contrato com a fabricante da nova marca ainda terá de ser aprovado pelo conselho do clube. Mas a promessa feita por Leonardo Oliveira é que os preços dos produtos oficiais relacionados ao clube devem ficar mais em conta para o consumidor final com o novo modelo e negócio, tornando-se mais acessíveis aos torcedores.

“O mercado está mudando a forma de relacionar com os clubes. O tempo do fornecedor, pudemos ver nos últimos anos em vários clubes, não é o tempo do clube.
Com material próprio, teremos um acesso melhor aos nossos materiais e certamente nesse sentido vamos evoluir bastante. Isso é um dos principais pontos. E também a questão de acesso, custo para os torcedores. O material de grandes fornecedores tem valorizado cada vez mais, colocado os preços lá em cima. Com material próprio, vamos poder facilitar esse acesso aos nossos torcedores.”

DESTAQUES DOS EDITORES