Publicidade
Brasileirão

Presidente do Paraná Clube explica demissão de Pastana

Presidente do Paraná Clube explica demissão de Pastana
Leonardo, Micale e Pastana, em fevereiro de 2018 (Foto: Geraldo Bubniak)

O presidente do Paraná Clube, Leonardo de Oliveira, explicou nessa terça-feira (dia 18) a demissão do executivo de futebol, Rodrigo Pastana, anunciada no último sábado (dia 15). “O Rodrigo Pastana foi um dirigente que enquanto esteve aqui contribuiu muito, a profissionalização foi muito benéfica para nós e trouxe muitos bons resultados. Mas infelizmente os resultados acabaram fazendo com que essa situação ficasse insustentável e no futebol é assim que funciona. A gente não consegue mudar uma cultura em tão pouco tempo”, declarou o dirigente, em entrevista coletiva.

“Tínhamos grandes limitações em relação aos nossos concorrentes. Mas reconhecemos que a campanha precisava ser melhor do que vinha acontecendo. E nesse ponto a mudança se fez necessária”, disse Leonardo. “Fizemos o que o futebol está acostumado a fazer. Esperamos que o nosso elenco entenda isso”, completou.

O dirigente explicou que aproveitou os recursos da Série A para investir em estrutura e não necessariamente em reforços para o elenco. “Num clube você não pode pensar por temporada. Se nós pensássemos exclusivamente por temporada, esse ano talvez teríamos investido mais talvez do que investimos e, se o resultado não viesse, teríamos dificuldades para o ano que vem”, argumentou.

O ex-goleiro Marcos, agora gerente de futebol, vai acumular as funções de Pastana até o final de 2018. “O Marcos assume o departamento de futebol e vai dar sequência que não começou ontem, nem em janeiro. O trabalho é sempre em sequência e nunca vai ter um trabalho interrompido”, disse Leonardo.

DESTAQUES DOS EDITORES