Publicidade
Nesta segunda

Primavera começa com temperatura amena e sem chuva no Paraná

A primavera começa às 4h50 desta segunda-feira, 23 de setembro, e termina à 1h19 de 22 de dezembro. Segundo a previsão do Simepar, no primeiro dia da estação as temperaturas serão amenas na maior parte do Paraná. As mínimas devem ficar entre 5ºC em Rio Negro e 17ºC em Guaíra. As máximas devem variar de 13ºC em Curitiba a 29ºC em Paranavaí e Umuarama.

O sol aparece nas regiões Sudoeste, Norte, Noroeste, Sul, Oeste, Centro, Norte Pioneiro e Campos Gerais. O tempo deve ficar mais fechado na Região Metropolitana de Curitiba e no Litoral. Não há previsão de chuva.

“No Paraná, a primavera caracteriza-se por chuvas intensas e volumosas, resultantes do deslocamento de frentes frias ou quentes e eventos de curta duração, que se desenvolvem por causa das altas temperaturas associadas à maior umidade do ar”, explica o meteorologista, Reinaldo Kneib.

Ao longo da estação, é comum a atuação dos chamados sistemas convectivos de mesoescala que se formam no Estado ou no Paraguai, dirigindo-se para cá. Também são frequentes vendavais, granizo e grande quantidade de raios, que só podem ser detectados com antecedência de algumas horas.

NESTE ANO - Neste ano o regime de chuvas acompanhará o comportamento médio histórico, à exceção de outubro, que deve registrar volumes abaixo da normal climatológica. As temperaturas, por sua vez, costumam oscilar, aumentando a medida em que a estação se consolida. Para este ano, tendem a ficar próximas ou acima da média histórica.

Os valores mais expressivos são registrados tradicionalmente nas regiões Oeste, Sudoeste, Norte e Litoral. “Grandes variações nas temperaturas ocorrerão em períodos curtos de horas a poucos dias, devido ao deslocamento de frentes frias e tempestades intensas”, observa Kneib. “O início da estação apresenta maior amplitude térmica, que é a diferença entre os valores de temperatura máximos e mínimos diários, os quais diminuem progressivamente. Não está prevista a influência dos fenômenos climáticos El Niño e La Niña.

AGRICULTURA – Para a agrometeorologista do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), Ângela Costa, o início da semeadura da safra de verão será dificultado pelo déficit hídrico no solo devido à estiagem prolongada no inverno. “Em condições de tempo seco e temperaturas elevadas, utiliza-se a irrigação para manter a qualidade e a produtividade das lavouras de hortaliças”.

O potencial produtivo da cultura do café também pode ser prejudicado, com risco de aumento do índice de aborto. “Por outro lado, a baixa umidade do ar desfavorece a proliferação de doenças, diminuindo as aplicações de agrotóxicos nas lavouras”, observa.

Confira AQUI  tabela com variação das médias históricas de chuva e valores de temperaturas mínimas e máximas para cada região do Paraná nos meses de outubro, novembro e dezembro.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES