Nova estação

Primavera deve começar com sol e calor no Paraná, mas a previsão para a estação é chuva com vendavais

(Foto: Josianne Ritz)

A primavera começa neste sábado (22), exatamente às 22h54  com calor na maior parte do Paraná, inclusive em Curitiba, onde a temperarura máxima pode chegar a 29 graus no domingo, com sol.  Mas a previsão para a estação como um todo, não é de sol, pelo contrário, é de mais chuva.  Mais uma vez, no Paraná os meses de primavera serão marcados pelo retorno das chuvas mais abundantes, com direito a temporais, vendavais e tudo mais, além de temperaturas em alta gradavtiva..Segundo o Instituto Simepar, as chuvas acumuladas médias mensais  em setembro variam de 77 mm a 180 mm no Paraná, mas em Curitiba e região variam entre 117 mm aos 137 mm. Esse valores devem ser ainda maiores neste ano, Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), com a possível presença do El Niño, as chuvas na região Sul do País deverão ficar acima da faixa normal nos três Estados. A previsão do Climatempo é ainda mais `catastrófica´. Segundo o instituto, os meses de primavera no Sul também são marcados pela elevação da temperatura e violentos temporais. Além da passagem das frentes frias, intensas áreas de instabilidade como os CCM (complexo convectivo de meso-escala), também podem passar sobre a Região provocando volumes de chuva extremamente elevados, acima dos 100 mm, em poucas horas. É na primavera que a Região Sul fica mais sujeita a tornados. É que no Sul do Brasil acontece o maior contraste térmico entre massas de ar frio e massas de ar quente, com a passagem de frentes frias, que contribuem para a formação de nuvens muito carregadas.

As temperaturas começam mais baixas em setembro e vão aumentando gradativamente até dezembro, dentro da nornalidade para a estação, segundo o Simepar. Em setembro, no Sul do Paraná, na região de Inácio Martins até os Campos de Palmas, as temperaturas médias variam dos 13 ºC aos 15 ºC. No outro extremo - o mais aquecido - fica o Noroeste, na divisa com o Mato Grosso do Sul - faixa de variação entre 21 ºC  e 23 ºC. Na Região Metropolitana de Curitiba, varia de 15 ºC a 17 ºC. Na Região Central, a faixa de variação vai dos 15 ºC aos 19 ºC. No Oeste e no Sudoeste a variação é maior: de 15 ºC a 21 ºC.

Em outubro as temperaturas médias indicam que a Região Noroeste e parte da Norte agora variam dos 22 ºC aos 25 ºC. Aumentam em média de 2 a 3 ºC em relação a setembro. A incursão das massas de ar frio já é mais rara. E quando estas atingem o Paraná, são mais fracas. Entre o Sul, Região Metropolitana de Curitiba e os Campos Gerais variam de 15 ºC a 18 ºC.  Do Sudoeste ao Oeste e ainda em grande parte da Região Central, a faixa de variação média vai dos 17 ºC aos 23 ºC.

Para novembro as faixas de variação são, obviamente, mais elevadas do que para setembro. Na Região Metropolitana de Curitiba a faixa varia de 18 °C a 19 °C. No Noroeste - a região mais quente - vai dos 24 °C aos 26 °C. No Sul - a região menos aquecida - varia de 17 ºC a 19 ºC. Na Região Central variam de 20 ºC a 24 ºC sobretudo devido às características de relevo.

Veja a previsão do Climatempo para cada mês da primavera na Região Sul do País

Outubro

Não há expectativa de eventos de frio intenso. O mês inicia com episódios de chuva mai frequente e ainda com risco para temporais. A segunda quinzena ainda terá eventos de chuva regulares, mas alternados com melhorias. O mês deve terminar com chuva acima um pouco acima da média no Rio Grande do Sul, no oeste e no sul de Santa Catarina.

Novembro

A previsão é de chuva mais volumosa e melhor distribuída sobre a Região Sul. O mês deve terminar com acumulados acima da média histórica em toda a Região. As pancadas de chuva serão frequentes no decorrer do mês e novamente com risco de temporais. O oeste do Rio Grande do Sul deve ter chuva mais frequente e volumosa. Não há previsão de episódios de frio intenso. A temperatura fica relativamente elevada ao longo da tarde e a chuva evita o excesso de calor.

Dezembro

A chuva fica mais concentrada sobre o Rio Grande do Sul e nas áreas a oeste e sul de Santa Catarina. Nestas áreas, a tendência é de que o mês termine com chuva acima da média histórica, especialmente no oeste e no sul gaúcho. As demais áreas de Santa Catarina e todo o Paraná deve terminar dezembro de 2018 com chuva dentro a um pouco abaixo da média normal. A maior deficiência deve ocorrer sobre o norte do Paraná.