Publicidade
Feminicídio

Professora é morta a tiros no interior do Paraná; ex-marido está preso

(Foto: Facebook)

A professora Franciely Aparecida Tavares, 33 anos, foi morta a tiros na tarde de terça (22), em Pinhão, na região Central do Paraná.  O ex-marido José Arildo Maron, de 48 anos, se entregou à polícia no distrito de Guará, em Guarapuava, disse que matou Franciely porque não se conformava com a separação e por isso deu dois tiros nela. P casal estava separado há 3 meses, após de 18 anos de união, tinham duas filhas e ela tinha acabado de conseguir uma medida protetiva contra Maron. 

Segundo informações do Corpo de Bombeiros, a vítima estava em um carro, voltando do trabalho para casa na hora do almoço, quando próximo ao trevo da cidade, ela foi surpreendida com um tiro no carro. Ela então desceu do carro e tentou escapar, mas foi baleada novamente.  O suspeito fugiu e só depois se entregou. 

LEIA MAIS NO BLOG PLANTÂO DE POLÍCIA

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES