Publicidade
Apresentações

Programação dos shows da Oficina de Música tem algumas mudanças

(Foto: Daniel Castellano/SMCS)

A programação de shows da 36ª Oficina de Música de Curitiba, que começa na quarta-feira (16/1) e prossegue até 27 de janeiro, teve algumas mudanças. A principal delas é o horário de apresentação da cantora Maria Rita com a Orquestra à Base de Sopro, no Guairão, nesta quinta-feira (17/1), que mudou para às 20 horas. Anteriormente, o show estava previsto para às 21h.

A Oficina também ganhou mais uma grande apresentação. Na terça-feira (22/1), a cantora Mônica Salmaso e o pianista Nelson Ayres se apresentam com o Coral da Sanepar, no Teatro Guaíra, às 20h. O show é uma reverência à música popular brasileira.

Confira abaixo as principais alterações na programação da Oficina de Música

17 DE JANEIRO (quinta-feira)

20h - Teatro Guaíra – mudou horário

ORQUESTRA À BASE DE SOPRO CONVIDA MARIA RITA

Direção musical– Sérgio Albach

Convidada - Maria Rita

Nesse primeiro encontro da Orquestra à Base de Sopro de Curitiba com a cantora Maria Rita surgiu a bela oportunidade de prestar uma justa homenagem a um dos maiores ícones da Música Brasileira - Milton Nascimento. No programa haverá um repertório de vários momentos da carreira deste cantor e compositor que influencia até hoje todas as gerações que acompanham seu trabalho. Com o carisma e talento desta cantora com carreira consolidada, somada a sonoridade da OABS, o show promete momentos de grande emoção.

R$ 50 e R$ 25 (meia). Atenção: será cobrado taxa adicional de mais R$ 6, pelo Disk ingresso.

20 DE JANEIRO (Domingo)

8h30 concentração - Capela Santa Maria – (mudou local e horário)

BICICLETANDO NA OFICINA

Passeio ciclístico musical por vários parques da cidade com apresentações de pocket shows e concertos. O passeio terá a concentração às 8h30 na Capela da Glória com a Banda Lyra e o concerto de Música Antiga, o passeio seguirá para o Bosque do Papa com o Pocket concerto do pianista Wim Van Moerbecke.

Depois o passeio segue para o Parque São Lourenço com o grupo Trio Harmônicas de Curitiba, retorna para a Praça de Bolso do Ciclista com o show de encerramento do grupo Bananeira Brass Band. Gratuito

14h30 – Linha Turismo – Praça Tiradentes R$ 45 todo o trajeto do ônibus

17h – Parque Tingui - Gratuito

LINHA TURISMO MUSICAL – GRUPO JORNADA ANCESTRAL

PARQUE TINGUI – CLAN MAC NORSE – MÚSICA NÓRDICA (incluído na apresentação)

Passeio musical com a Linha Turismo. Durante o percurso da Linha Turismo haverá música com o grupo JORNADA ANCESTRAL dirigido por Raoni Paes. Serão apresentadas música celta, folk e medieval e no encerramento no Parque Tingui - Memorial Ucraniano o conjunto de música nórdica CLAN MAC NORSE irá e apresentar

16h - Teatro da Reitoria (mudou o horário)

CORAL BRASILEIRINHO 25 ANOS (1993-2018) - ESPETÁCULO “A ARCA DE NOEL”

Milton Karam – Direção cênica e textos

Helena Bel – Direção musical

André Abujamra – Participação especial

Em 2018, ano em que comemorou 25 Primaveras de muitas cantorias, o Coral Brasileirinho estreou o espetáculo “A Arca de Noel”. Inspirados nos temas inusitados de Noel Rosa e nos personagens que elas trazem, as crianças do Coral Brasileirinho abrirão novamente esta Arca de Noel na 36ª Oficina de Música de Curitiba para cantar alguns de seus inúmeros e eternos sucessos, mostrando como era o olhar do Poeta da Vila para o Rio de Janeiro das décadas de 1920 e 1930, suas histórias amorosas, suas polêmicas musicais e suas sátiras sociais.

R$ 30 e R$ 15

21h - Teatro da Reitoria (mudou o horário)

GRUPO BRASILEIRO – ESPETÁCULO “PALAVRAS”

Direção musical - Helena Bel e Direção cênica - Milton Karam

“Palavra, uma palavra só, a crua palavra, que quer dizer tudo”. Com estes versos, Chico Buarque inspirou o novo show do Grupo Brasileiro: PALAVRAS. Sendo ela a matéria prima dos poetas e pensadores, o Grupo Brasileiro canta as palavras em suas sinceridades, liberdades, amores e ludicidades. Canta a palavra que conta estórias. Este show é uma homenagem às Palavras, em todas as suas formas, e a grandes compositores que as utilizam para nos fazer enxergar melhor dentro e fora de nós mesmos.

R$ 30 e R$ 15

DIA 22 DE JANEIRO (TERÇA-FEIRA)

20h – Teatro Guaíra

CORAL SANEPAR CONVIDA MÔNICA SALMASO E NELSON AYRES (Show incluído)

Direção musical e regência - Dirceu Saggin e Cristiane Alexandre

Coordenação do Coral Sanepar - Adilson Oliveira

CORAL SANEPAR convida Mônica Salmaso e Nelson Ayres. Desde 1983 o grupo vocal apresenta um repertório focado no cancioneiro popular e na Música Popular Brasileira valorizando temas que remetem ao meio ambiente e em especial à importância da água. Nesse show, dirigido por Dirceu Saggin e Cristiane Alexandre, o coral une a voz única de Mônica Salmaso e o piano particular de Nelson Ayres em um show de singular reverência à música popular brasileira.

R$ 30 e R$ 15. Atenção: será cobrado taxa adicional de mais R$ 6, pelo Disk Ingresso.

DIA 25 DE JANEIRO (SEXTA-FEIRA)

22h30 - Memorial da Cidade (mudou horário)

GRANDE BAILE DA OFICINA

Discotecagem – Cacai Nunes

O Forró da Vitrola, a bordo de sua Kombi 1973 Serena, chega em Curitiba para realizar um baile quente pela Oficina de Música. Muita dança, suor e remelexo nesse baile que promete sacudir todo mundo em Curitiba.

Valor do ingresso a definir

DIA 26 DE JANEIRO (SÁBADO)

16h30- Saída da Capela Santa Maria

CARONA SOLIDÁRIA (mudança de dia)

Encontro de motocicletas da Oficina de Música

Chegada e encerramento no Parque Tanguá com apresentação da Banda Sinfônica Municipal de Bauru

Regência - André Souza

Gratuito

Dia 27 DE JANEIRO (domingo)

15h30 - Parque Passaúna (mudou o local e o horário)

VIDRO E CORTE

Com um repertório que atravessa a música setentista do Clube da Esquina, passeia pela obra de grandes compositores da MPB e deságua na canção contemporânea paranaense, Vidro e Corte é um quarteto vocal formado por Agnes Ignácio, Clara Jansson, João Pedro Schmidt e Lucas Franco que leva sempre em seu horizonte a intensidade e o prazer de cantar juntos. Em seu espetáculo de mesmo nome, o grupo tece uma narrativa sobre a canção e seu poder de atravessar as épocas, sempre prontas para expressar novas angústias, dualidades e pulsões de vida.

DESTAQUES DOS EDITORES