Publicidade

Público jovem ocupa a praça da Sé para ver show do coral cristão Kemuel

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Penúltima atração do palco da Sé de músicas cristãs, o coral Kemuel fez show de uma hora na 15ª Virada Cultural de São Paulo. Por conta de atrasos na programação, o grupo entrou às 14h20 deste domingo (19), vinte minutos depois do horário marcado.

Em atividade há doze anos, o coral Kemuel já chegou a ter oito artistas em sua formação. Hoje, cinco cantores se apresentam com dois instrumentistas.

Em 2016, o grupo participou da trilha sonora do filme "Deus Não Está Morto 2", com a música "Grandioso és tu". As músicas do coral lembram o estilo pop e eletrônico.

Natalia Cunha Alves, 22, estava na primeira fileira da plateia. Ela diz gostar do que David Marx, líder do grupo, fala nas apresentações. Ele fez várias intervenções ao longo do show e falou sobre ansiedade e conflitos familiares.

"A parte de que eu mais gostei foi a que ele pediu para a gente deixar Jesus entrar em nós", afirma Alves.

A dentista falou que a imagem da população evangélica tem mudado. "Antigamente, quando a gente falava que era evangélico, pensavam naquela pessoa mais quadrada. Hoje isso mudou", afirma.

Ela usa o exemplo de David Marx. O cantor tem tatuagens e usava o cabelo platinado em um rabo de cavalo durante o show.

Ezequiel Ribeiro Francisco, 42, também aproveitou a apresentação. Ele está em situação de rua há seis anos e dorme em frente à Igreja da Sé, onde o palco estava montado.

Ele é evangélico e disse que tem se emocionado com os shows que estão ocorrendo ao longo do fim de semana ali.

Outros moradores de rua, porém, falaram que sentiram dificuldades para dormir. A praça é conhecida por ter alta concentração de pessoas sem moradia.

DESTAQUES DOS EDITORES