Pandemia

Média de casos ativos de Covid-19 está em alta em Curitiba

Casos ativos insitem em permanecer no patamar acima de 3 mil
Casos ativos insitem em permanecer no patamar acima de 3 mil (Foto: Ari Dias/AE)

Apesar da queda no número de novos casos e mortes, o número de casos ativos de Covid-19 em Curitiba se mantém alta. Segundo o boletim divulgado nesta quarta (28) pela secretaria municipal de Curitiba, há 3.513 casos ativos na cidade. Desde que a capital paranaense retornou à bandeira amarela para a pandemia de coronavírus, em 27 de setembro, em praticamente um mês, houve apenas 11 registros de queda de casos ativos de um dia para o outro (veja o quadro abaixo). No dia 26 de setembro, um dia antes do retorno à bandeira amarela, a cidade registrava 3.784 casos ativos e nesta quarta o número já estava em 3.513.Nos últimos seis dias, o número de casos ativos só crescem.

A evolução do número absoluto de casos ativos da doença na cidade. Este índice é fundamental ser analisado diariamente, pois é o porcentual de pessoas infectadas pela Covid que ainda tem chances de ter desfecho negativo. São os que também tem potencial de infectar outras pessoas. 

UTIs
A situação nas UTIs da cidade, no entanto, é relativamente tranquila. Nesta quarta-feira, a taxa de ocupação dos 285 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 é de 79%. Todos os pacientes que são internados com quadro de síndrome respiratória aguda grave vão para os leitos exclusivos covid-19 e não apenas os casos confirmados da doença. No momento restam 61 leitos livres. No ápice da pandemia e com mais leitos especiais para Covid-19, a ocupação chegou a 97%.

Boletim atualizado
Curitiba registrou, nesta quarta-feira (28), 352 novos casos de Covid-19 e seis óbitos de moradores da cidade infectados pelo novo coronavírus, conforme boletim da Secretaria Municipal da Saúde. Cinco óbitos ocorreram nas últimas 48 horas e um estava em investigação.

As vítimas são três homens e três mulheres, com idades entre 29 e 90 anos, todos tinham algum fator de risco para complicações da Covid-19 e estavam internados. Até agora são 1.464 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia. Com os novos casos confirmados, 51.742 moradores de Curitiba testaram positivo para a covid-19 desde o início da pandemia, dos quais 46.765 estão liberados do isolamento e sem sintomas da doença.

Paraná

A Secretaria de Estado da Saúde do Paraná confirmou ontem mais 1.349 casos e 18 mortes em decorrência da infecção causada pelo novo coronavírus. Os dados acumulados do monitoramento da Covid-19 mostram que o Paraná soma 208.683 casos e 5.098 mortes em decorrência da doença.

Brasil se aproxima das 160 mil mortes causadas pelo novo coronavírus

O balanço divulgado ontem pelo Ministério da Saúde (MS) mostra 28.629 novos casos de Covid-19 em 24 horas, desde o boletim divulgado na terça. Agora são 5.468.270 de casos desde o começo da pandemia. Além disso, foram registradas 510 novas mortes, totalizando 158.456 óbitos. Do total de infectados, 4.934.548 pessoas (90,2%) se recuperaram da doença.

O balanço do Ministério da Saúde é feito a partir de registros reunidos pelas secretarias estaduais de saúde e enviados à pasta para consolidação.

São Paulo chegou a 1.103.582 de pessoas contaminadas. Os outros estados com maior número de casos no país são Minas Gerais (353.311) e Bahia (349.711). Já o Acre tem o menor número de casos (30.545), seguido de Amapá (51.523) e Roraima (56.469).

São Paulo também lidera o número de pessoas que morreram por complicações da covid-19, com 39.007 mortes. Rio de Janeiro (20.376) e Ceará (9.325) aparecem na sequência. Os estados com menos mortes são Acre (691), Roraima (692) e Amapá (744).

Anvisa autoriza importação de matéria-prima para vacina chinesa
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou ontem importação, em caráter excepcional, da vacina CoronaVac na forma de produto intermediário, ou seja, não envasado. O insumo é fabricado pela farmacêutica chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Por meio de nota, a agência informou que a solicitação de importação da matéria-prima para fabricação da vacina foi feita pelo próprio Butantan. A CoronaVac ainda não tem registro no Brasil. Caso a última etapa de testes comprove a eficácia da vacina, o acordo entre a Sinovac e o Butantan prevê a transferência de tecnologia para produção do imunizante no Brasil. A CoronaVac está na terceira fase de testes clínicos.

Evolução dos casos ativos de Covid-19 em Curitiba
(últimos dois meses)
28/8 3.947
29/8 3.915
30/8 3.877
31/8 3.971
1/9 4.210
2/9 4.298
3/9 4.401
4/9 4.576
6/9 4.891
7/9 4.821
8/9 4.613
9/9 4.380
10/9 4.529
11/9 4.348
12/9 4.328
12/9 4.328
13/9 4.487
14/9 4.717
15/9 4.836
16/9 4.644
17/9 4.668
18/9 4.599
19/9 4.405
21/9 4.053
22/9 4.207
23/9 4.176
24/9 3.997
25/9 3.811
26/9 3.784
28/9 3.839
29/9 3.770
30/9 3.624
1/10 3.619
2/10 3.620
3/10 3.508
5/10 3.526
6/10 3.324
7/10 3.296
8/10 3.306
9/10 3.329
10/10 3.353
12/10 3.325
13/10 3.223
14/10 2.946
15/10 2.958
16/10 2.975
17/10 3.100
19/10 3.158
20/10 3.045
21/10 3.004
22/10 3.068
23/10 3.132
24/10 3.251
26/10 3.286
27/10 3.492
28/10 3.513