Publicidade
Mundo digital

Quer investir na bolsa nos EUA? Use o app

Aplicativo coloca a palma da mão os dados sobre os principais mercado de ações do mundo
Aplicativo coloca a palma da mão os dados sobre os principais mercado de ações do mundo (Foto: Divulgação)

Com a proposta de reforçar ainda mais sua proposta de hub financeiro, o TradeMap (Android, iOS) lançou na última segunda-feira, 12, em versão de teste o seu multibroker. O novo recurso permite ao usuário acompanhar e realizar simulações em tempo real, mas também enviar ordens de compra e venda de ações listadas tanto na bolsa de valores do Brasil (B3), como na dos Estados Unidos (NYSE e NASDAQ). 

Nos próximos dias a funcionalidade estará disponível para 2 mil usuários (os heavy users ou sua base beta engajada), que ajudam a desenvolver e aprimorar a plataforma. Em seguida, dentro de alguns dias, outros usuários terão acesso ao serviço e, ao final de uma semana de testes e aprimoramentos, toda a base terá acesso ao multibroker.
Para usar o novo recurso, é preciso ser um assinante premium. De acordo com o diretor do TradeMap, Gustavo Reis, o valor da assinatura ainda não está fechado, mas não deve passar de R$ 100.

Aplicativo tem 800 mil usuários, sendo 200 mil diários
Em um ano de atividade, o TradeMap conta com 800 mil usuários. Desses, 600 mil são considerados engajados, que usam o aplicativo pelo menos uma vez a cada três meses; 350 mil são usuários ativos mensais (MAUs); e 200 mil são diários (DAUs).

“Atualmente, recebemos de 2 a 3 mil novos usuários por dia. Nossa expectativa é chegar a uma base de 2 milhões até o fim de 2020. Além do mais, a bolsa cresce num ritmo de 7% ao mês e pretendemos acompanhar esse crescimento. Queremos ter de 15% a 20% da nossa base de assinantes premium, o que seria o equivalente a cerca de 400 mil usuários”, explicou Reis.

Atualmente, o aplicativo conta com 16 corretoras, brasileiras e norte-americanas, que serão integradas para oferecer o serviço. O diretor do TradeMap não quis dar nomes, mas explicou que essas empresas estão ainda em diferentes níveis de integração, mas tudo deve se resolver em um mês. “As corretoras se integram por meio de APIs conosco. As APIs se conectam ao nosso OMS (Sistema de Gerenciamento de Ordens, em português) e todo o fluxo de validação da ordem, análise de perfil do usuário, é da corretora. Nós somos a interface”, explicou.

Porém, o engajamento das corretoras parece forte e muitas analisam financiar seus clientes engajados a usarem a versão premium do aplicativo de investimentos. “Estamos estudando isso, mas elas aceitaram bem esse formato.”
O diretor do TradeMap contou também que o próximo passo é fazer a mesma coisa em fundos de renda fixa. “No momento, entregamos análises, informamos sobre o perfil do fundo, sua liquidez etc, mas, se o cliente decide investir no fundo, ele precisa abrir o app da corretora. Em breve, vamos fazer o que chamamos de multibroker para essas corretoras e a gente vai avançando na cesta de produtos integrados”.

Saiba
O que é
O TradeMap é uma plataforma financeira que permite acesso ao mercado de investimentos e onde é possível se informar sobre cotações de ações em tempo real, controlar carteiras de ativos por meio de diversos gráficos, interações, notícias e fatos relevantes. Ali, estão mais de 3 mil produtos de renda fixa e 16 mil fundos de investimentos de diferentes corretoras.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES