Publicidade
Veteranos da bola

Rafinha pode ser o segundo jogador do time de 2011 a se aposentar no Coritiba

Rafinha, 36 anos: ele participou do time recordista de 2011
Rafinha, 36 anos: ele participou do time recordista de 2011 (Foto: Valquir Aureliano)

O time de 2011 do Coritiba marcou época. Comandada pelo técnico Marcelo Oliveira, a equipe que contava com Rafinha, Davi, Bill e Marcos Aurélio chegou à marca de 24 vitórias consecutivas. Na época, a série foi considerada pelo Guinness Book como recorde mundial. Em seguida, em 2015, o Ajax de 1971 acabou sendo reconhecido com 26 vitórias.

Em todo caso, o Coritiba de 2011 segue como a maior série de vitórias da história das Américas. E Rafinha pode ser o segundo jogador daquela histórica equipe a se aposentar no clube. O primeiro foi o meia Tcheco, em 2012.

Nessa terça-feira (dia 19), o jogador de 36 anos, que tem contrato até abril de 2021, não confirmou se vai continuar jogando em 2020. “Tenho contrato, mas prefiro... Tenho uma decisão para tomar no final do campeonato. Por enquanto, tenho contrato, vou cumprir. Cabe à diretoria se reforçar e trazer outros grandes jogadores para que, se a gente conseguir nosso objetivo, que é voltar para a Série A, que a gente possa fazer um grande ano e não sofrer tanto quanto este ano”, declarou o jogador, que sofreu com lesões em 2019. “A gente acelerou minha recuperação independente da minha decisão porque essa minha decisão que tenho para tomar é minha com a minha família. Em momento nenhum conversei com o pessoal aqui. Eu só voltei porque tenho condições de jogo. Minha decisão, deixo nas mãos de Deus, deixo para pensar depois que acabar o campeonato”, explicou.

Rafinha lembrou que vários jogadores importantes do elenco têm contrato acabando no final de 2019, como Alex Muralha, Sabino, Giovanni, Juan Alano, Robson e Rodrigão. “Isso é planejamento da diretoria. Cheguei há seis, sete meses. Depois, fiquei sabendo que a maioria dos jogadores têm contratos que se encerram no final do ano. Isso aí, a diretoria vai ter que trabalhar muito bem para tentar manter os principais jogadores e tentar trazer outros jogadores para qu a gente possa estar muito mais fortalecido”, comentou.

HISTÓRIA
Em 2011, o Coritiba do técnico Marcelo Oliveira foi campeão paranaense invicto (20 vitórias e 2 empates), vice-campeão da Copa do Brasil e 8º no Brasileirão. No total, terminou a temporada com 45 vitórias, 12 empates e 15 derrotas.

Com exceção do meia Tcheco, os principais jogadores daquele elenco não se aposentaram no Coritiba ou seguem jogando: os goleiros Vanderlei e Edson Bastos, os zagueiros Jeci, Emerson e Pereira, os laterais Jonas e Lucas Mendes, os volantes Léo Gago, Willian Farias e Leandro Donizete, os meias Davi, Everton Ribeiro e Marcos Aurélio, e os atacantes Bill, Anderson Aquino e Geraldo.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES