Publicidade
Data-base

Ratinho Jr recebe deputados mas mantém suspense sobre reajuste de servidores

Servidores em frente ao Palácio Iguaçu ouvem relato de deputados sobre encontro com o governador
Servidores em frente ao Palácio Iguaçu ouvem relato de deputados sobre encontro com o governador (Foto: FES/divulgação)

Terminou sem avanços o encontro do governador Ratinho Júnior (PSD) no Palácio Iguaçu com deputados da frente parlamentar de apoio aos servidores públicos para discutir o reajuste salarial do funcionalismo. Ratinho Jr ouviu os argumentos dos parlamentares, que defendem o pagamento da data-base, com reposição da inflação dos últimos doze meses, de 4,94%, como reivindica a categoria. Mas não deu uma resposta sobre se o governo vai ou não conceder o reajuste.

Segundo relato do deputado Evandro Araújo (PSC), que participou do encontro, o governador disse que o Executivo ainda está finalizando estudos sobre a situação financeira do Estado. “Ele disse que amanhã deve ter uma reunião final e nos dará uma resposta assim que for possível”, afirmou.

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Hussein Bakri (PSD), que intermediou a reunião, repetiu a informação já dada ontem, de que o governo dará uma resposta ao funcionalismo até o dia 25. A data marca justamente o dia em que os sindicatos dos servidores prometem cruzar os braços e entrar em greve, caso não haja uma resposta do governo.

"Amigo do rei" - A discussão sobre a reunião motivou uma troca de farpas entre parlamentares, no início da sessão de hoje da Assembleia. O deputado Soldado Fruet (PROS) afirmou que chegou a ser convidado para o encontro com Ratinho Jr, mas depois foi desconvidado. “Não sou amigo do rei”, ironizou.

O deputado Do Carmo (PSL), que participou da reunião com o governador, não gostou da expressão usada pelo colega. “Eu estava na reunião e não sou amigo do rei”, reclamou.

Leia mais no blog Política em Debate

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES