Tendência

Redes sociais são usadas por 85% dos lojistas para conquistar novos clientes

Além disso, 80% apontaram, em seguida, a utilização do Google Ads e 70%, o e-mail marketing.
Além disso, 80% apontaram, em seguida, a utilização do Google Ads e 70%, o e-mail marketing. (Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

De acordo com pesquisa da Agência e-Plus, em conjunto com o E-Commerce Brasil, sobre as formas principais de investimentos dos e-commerces neste ano, 85% dos participantes disseram que as redes sociais são as plataformas centrais para a conquista de novos clientes. Além disso, 80% apontaram, em seguida, a utilização do Google Ads e 70%, o e-mail marketing.

A pesquisa ainda trouxe outros dados: 45% dos entrevistados disseram que conseguem novos clientes via SEO e 25%, via Inbound Marketing, duas estratégias eficientes de Marketing Digital. Além disso, 55% fazem a terceirização do e-mail marketing, 50% geram redes sociais, 30% terceirizam também o Inbound Marketing e 5%, o SAC. Entre as plataformas preferidas, 95% dizem usar o Instagram e 80%, o Facebook. Sobre a terceirização de atividades operacionais, 80% terceirizam a gestão de mídia paga e 60%, a de SEO.

Sobre os desafios do comércio eletrônico

Na pesquisa, 70% dos respondentes apontaram que o desafio futuro central é fazer com que a taxa de conversão cresça. Além disso, 15% dizem querer reduzir a dependência em marketplaces, 10% querem fazer com que o ticket médio cresça e 5% desejam reduzir a dependência em tráfego pago.

A pesquisa ainda apresentou que 35% desejam realizar investimentos na migração da plataforma de comércio eletrônico e 25%, em Inbound Marketing. Além disso, 65% dos participantes querem aumentar o investimento em tráfego pago, 65%, em SEO e, por fim, 20% querem investir em e-mail marketing.

Consumo on-line vem crescendo no Brasil

Outra pesquisa, "Social Commerce", desenvolvida pela All iN/Social Miner, em conjunto com a Etus e a Opinion Box, aponta que o consumo digital é uma prática que vem se tornando cada vez mais frequente na realidade dos brasileiros. Ou seja, 86% da população já pratica esse hábito, segundo o levantamento.

O estudo apresentou que 37% dos brasileiros visitam lojas virtuais pelo menos uma vez ao mês com o desejo de encontrar ofertas disponíveis. Além disso, 23% usam a internet para a realização de compras. Em relação às redes sociais, o Instagram é o mais buscado pelos consumidores para a compra de determinados produtos, despontando em 62%. Em seguida, estão Facebook (61%), Google Shopping (61%) e WhatsApp (37%).

Em relação aos motivos pela escolha das redes sociais para a realização de compras, os mais frequentes são rapidez, preço, acesso a informações mais específicas do produto, praticidade de pesquisa, facilidade e possibilidade de encontrar pequenas e médias empresas.

"As redes sociais têm se mostrado uma importante vitrine - tanto para o lado positivo quanto para o negativo - e uma grande ferramenta de fidelização tanto às grandes marcas, que conseguem dividir com os potenciais compradores a rotina de produção dos itens e serviços oferecidos, convidando-os a interagir e fazer parte desse dia a dia, quanto aos pequenos produtores e comércios locais, que conseguem divulgar seus negócios de maneira orgânica. Cabe aos varejistas investir em uma boa comunicação e uma boa experiência aos usuários para que suas qualidades sejam amplificadas por meio das redes", afirma o CEO da Etus.



Website: https://www.consultoriadigital.com.br/