Exterior

Reino Unido divulga identidade de dois russos suspeitos por ataque a ex-espião

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A polícia britânica anunciou nesta quarta-feira (5) dois mandados de prisão contra os cidadãos russos identificados como Alexander Petrov e Ruslan Bochirov no âmbito do caso de envenenamento por Novitchok contra o ex-espião russo Serguei Skripal e sua filha, Iulia, na Inglaterra.

Esses dois nomes são considerados pseudônimos, porém, declarou o chefe da seção de antiterrorismo, Neil Basu, em entrevista coletiva, pedindo à população que os identifique.

Ambos serão processados por conspiração para cometer um homicídio e uso e posse de Novitchok, um potente agente neurotóxico.

A Rússia afirmou desconhecer quem são os dois homens. 

"Os nomes e as fotografias publicadas nos meios de comunicação não nos dizem nada", afirmou a porta-voz do Ministério do Exterior russo, Maria Zakharova, que acusou o Reino Unido de "manipular informações". 

Basu afirmou que é "muito improvável" que os dois sejam presos. A lei russa não permite a extradição de seus cidadãos.

Segundo a polícia, os suspeitos, voaram de Moscou para Londres com passaportes russos dois dias antes do envenenamento dos Skripal, em 4 de março. Os passaportes eram genuínos, mas os homens provavelmente usaram pseudônimos.