Libertadores

Reservas do Athletico perdem, ficam em 2º lugar do grupo e derrubam tabu histórico

Penãrol 3x2 Athletico
Penãrol 3x2 Athletico (Foto: Divulgação/Peñarol)

O Athletico Paranaense perdeu por 3 a 2 para o Peñarol, nessa quarta-feira (dia 20) à noite, no Uruguai, pela 6ª e última rodada da fase de grupos da Libertadores. O time brasileiro já tinha vaga garantida antes da partida e só perderia o primeiro lugar do grupo com uma combinação de resultados. E a combinação ocorreu, com a vitória do Jorge Wilstermann no Chile. O Grupo C terminou com o Furacão em segundo lugar, com 10 pontos, atrás do boliviano Jorge Wilstermann no critério do desempate. Peñarol (9 pontos) e Colo-Colo (6) completam o grupo. Os dois primeiros se classificam.

Os gols do Athletico foram de Lucho González e Richard.

Clique aqui para ver as ATUAÇÕES - notas para os jogadores do Athletico.

TABU QUEBRADO
O Athletico tinha 7 jogos e 7 vitórias contra clubes uruguaios por competições oficiais (4 pela Sul-Americana e 3 pela Libertadores). A derrota dessa quarta-feira foi a primeira do clube paranaense na história contra adversários do Uruguai.

OITAVAS
O sorteio das oitavas de final da Libertadores será sexta-feira (dia 23). Os classificados em 1º lugar ficam em um pote. Os segundos colocados ficam em outro pote. No mata-mata, o mando de campo do 2º jogo pertence ao clube que terminou em 1º lugar na fase de grupos.

FASES
O Athletico completou 7 partidas seguidas sem vencer (4 derrotas e 3 empates). Já o Peñarol soma 4 vitórias, 1 empate e 2 derrotas nos últimos 7 jogos.

ARTILHEIRO
O argentino Lucho González, 39 anos, soma agora 5 gols em 20 jogos pelo Athletico em Libertadores. Nas demais competições, ele fez 5 gols em 128 partidas pelo clube.

ESCALAÇÃO
Com a vaga garantida, o Athletico decidiu levar apenas quatro titulares para o Uruguai: Santos, Erick, Nikão e Fabinho. Os outros 18 tinham o status de reservas com o técnico Eduardo Barros. Entre os 22 que viajaram, dois testaram positivo para Covid-19 na chegada a Montevidéu — Lucas Halter e Walter — e ficaram fora da partida.

ESQUEMA TÁTICO
Com a bola, o esquema tático era o 3-4-3, com Lucho (esquerda), Nikão (direita) e Bissoli (centro) no ataque. Alvarado (direita), Aguilar (centro) e Zé Ivaldo (esquerda) formavam o trio de zagueiros. A linha de quatro do meio-campo tinha Fabinho (esquerda), Khellven (direita), Erick (centro) e Richard (centro). Sem a bola, o time defendia no 4-4-2, com Khellven recuando para formar a linha de quatro da defesa. E Nikão voltando para a linha de quatro do meio-campo.

PRIMEIRO TEMPO
O jogo começou com pressão do Peñarol e gol já aos 3 minutos. Depois de escanteio e bate-rebate, a bola chegou na pequena área para Formiliano, que estava em posição duvidosa. Os jogos dessa fase não possuem VAR. O lance seguiu. A bola voltou para Formiliano, livre na pequena área, e ele chutou para fazer 1 a 0. . Depois disso, o Athletico dominou o jogo e empurrou o adversário para trás. O domínio foi apenas territorial e sem chances de gol até os 35, quando Fabinho fez boa jogada e encontrou Nikão livre na área. Ele cruzou na medida para Lucho González chutar: 1 a 1. A virada veio aos 44, com belo chute de longa distância de Richard: 2 a 1.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, o Peñarol tirou o volante Gargano e colocou o meia Christian 'Cebola' Rodriguez. O time uruguaio avançou e passou a dominar o jogo. O visitante teve espaços para contra-ataques, mas só levou algum perigo em dois momentos. O Peñarol chegou ao empate aos 19, após escanteio, desvio no meio da área e chute de Kagelmacher. Aos 22, a primeira troca no Athletico, com a saída de Bissoli para a entrada do meia Bruno Leite. Aos 32, entraram Ravanelli e Carlos Eduardo. O time paranaense já estava perdido em campo e piorou. O Peñarol virou aos 31, após cruzamento da direita, falha de posicionamento de Aguilar e Alvarado, e cabeceio de Britos: 3 a 2. Aos 41, entrou Geuvânio. O Athletico não teve forças para reagir nos minutos finais.

ESTATÍSTICAS
Ao fim do jogo, o Athletico somou 9 finalizações (2 certas), 56% de posse de bola, 84% de acerto nos passes e 3 escanteios. O Peñarol obteve 18 finalizações (7 certas), 44% de posse de bola, 82% de acerto passes e 6 escanteios. Os números são do site Sofascore.

PEÑAROL 3x2 ATHLETICO
Peñarol: Dawson; Giovanni Gonzalez, Formiliano, Kagelmacher e Piquerez; Trindade e Gargano; Urretaviscaya, Terans e Facundo Torres; A.A.Martínez (Britos). Técnico: Mario Saralegui
Athletico: Santos; Zé Ivaldo, Felipe Aguilar e Alvarado; Khellven, Richard, Erick e Fabinho (Geuvânio); Lucho González (Ravanelli), Nikão (Carlos Eduardo) e Bissoli (Bruno Leite). Técnico: Eduardo Barros
Gols: Formiliano (3-1º), Lucho (35-1º), Richard (44-1º), Kagelmacher (18-2º) e Britos (31-2º)
Cartões amarelos: A.A.Martínez (P). Ravanelli (A).
Árbitro: José Mendez (Paraguai)
Local: Estádio Campeón del Siglo, em Montevidéu

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
1 - Goleiro lança para o ataque. Torres desvia de cabeça e Terans recebe na área. Ele chuta e Santos defende.
3 - Gol do Peñarol. Terans cruza. Formiliano tira do goleiro, mas a bola atravessa a pequena área. Martínez aproveita e rola para Formiliano, livre na pequena área, cutucar para o gol.
21 - Cruzamento da esquerda. Urretaviscaya entra livre na pequena área e chuta para fora.
22 - Erick cruza da direita. Bissoli cabeceia para fora, ao lado do gol.
27 - Contra-ataque perigoso do Peñarol. Aguilar tira o perigo na pequena área.
35 - Gol do Athletico. Fabinho cruza da esquerda. Nikão domina na área e cruza para a pequena área. Lucho chuta para o gol vazio.
37 – Fabinho parte da ponta, corta para dentro e chuta da meia-lua. A bola vai sobre o gol.
40 - Bate e rebate na área. A bola chega até Torres, que finta Zé Ivaldo e chuta na trave.
44 - Gol do Athletico. Gargano tira a bola da área. Richard intercepta e chuta de longe. A bola entra no canto. Golaço.

Segundo tempo
3 - Contra-ataque. Fabinho cruza rasteiro para Nikão, na cara do gol. Ele chuta mal, para fora.
15 - Santos tenta dar chutão, mas acerta em Torres, dentro da área. A bola sobra para Urretaviscaya, na cara do gol. Ele chuta para longe.
18 - Gol do Peñarol. Escanteio. Terans cruza. Martínez desvia no miolo da área. A bola sobra limpa para Kagelmacher fuzilar.
21 - Piquerez cruza rasteiro. Na cara do gol, Martínez chuta para fora.
36 - Gol do Peñarol. González cruza da direita. Britos cabeceia e marca.
37 - Bola alta para a área. Carlos Eduardo pega o rebote e manda sobre o travessão.