Publicidade
Patrimônio

Restauração da Igreja do Bom Jesus do Saivá e da Estação Ferroviária em Antonina ficam prontas

(Foto: Divulgação)

O ministro da Cidadania em exercício, Lelo Coimbra, entrega nesta quinta-feira (1)  as obras de restauro em dois monumentos de Antonina (PR) reconhecidos como Patrimônio Cultural Brasileiro: a Igreja do Bom Jesus do Saivá e a Estação Ferroviária. O investimento total do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), autarquia vinculada ao Ministério da Cidadania, é de quase R$ 3 milhões.

As intervenções na Igreja do Bom Jesus do Saivá contemplaram a substituição do telhado e de todo o sistema elétrico e hidráulico. A igreja recebeu ainda nova pintura e iluminação cenográfica. A execução desse trabalho contou com recursos de R$ 1,5 milhão. Com o restauro concluído, a imagem do Senhor Bom Jesus do Saivá voltará à Igreja, que poderá retomar cerimônias e celebrações. A obra teve participação direta da comunidade, com a doação de telhas cerâmicas tipo colonial, colocadas na parte de cima da igreja.

Tombada pelo Iphan em 2012, a Igreja guarda a tradição das capelas luso-brasileiras coloniais, construída em alvenaria de pedra e com ornamentação austera. A nave e a capela-mor recebem, cada uma, cobertura de telhas cerâmicas do tipo capa e canal sobre estrutura de madeira, em duas águas, com beirais laterais de beira-seveira.

Já a Estação Ferroviária recebeu investimentos de R$ 1,4 milhão, contemplando a troca do telhado por sistema de telhas metálicas térmicas, substituição dos sistemas elétricos e eletrônicos, reforma geral dos banheiros e sistemas hidráulicos e restauração total das esquadrias em madeira.

Igreja Bom Jesus de Saivá, em Antonina (PR)

O espaço poderá ser utilizado como atrativo turístico e abrigar eventos, exposições e atividades culturais. Há, também, a previsão de retorno da linha ferroviária que atendia a região.

Segundo Lelo Coimbra, a execução da obra deixa um importante legado para a comunidade antoniense. “A recuperação da Estação reforça um lugar de memória ao resgatar técnicas históricas da construção civil, contando com a participação de operários da região”, afirma.

A Estação de Antonina está ligada à história ferroviária do Paraná, iniciada com a inauguração do trecho entre Curitiba-Paranaguá, em 1885. A construção em estilo eclético, ocorreu em 1916, após o incêndio que destruiu a antiga estrutura em madeira. Desde 2003, o edifício abriga alguns órgãos da Prefeitura Municipal de Antonina.

O Conjunto Histórico e Paisagístico de Antonina foi tombado pelo Iphan em 2012. Desde então, a instituição realiza estudos para a gestão do patrimônio edificado tombado e de suas áreas de entorno. O Iphan também viabilizou a requalificação do Armazém Macedo, atualmente, em obras.

O evento de entrega das obras contará com a presença da presidente do Iphan, Kátia Bogéa; do superintendente do Iphan no Paraná, Leopoldo Campos; e do prefeito de Antonina, José Paulo Vieira Azim.

Obras
A cidade de Antonina está com oito intervenções em bens tombados com previsão de recursos do Governo Federal da ordem de R$ 16,9 milhões. Deste montante, já foram investidos R$ 5 milhões.

Em execução, está a restauração do Armazém Macedo. Em etapas preparatórias estão a restauração da Fonte da Laranjeira e requalificação do Largo da Fonte e entorno; restauração do Santuário de Nossa Senhora do Pilar e requalificação do entorno; restauração da Fonte da Carioca e requalificação do Largo da Carioca e entorno; a restauração do Sobrado da Prefeitura Municipal e anexo; e a restauração da Igreja de São Benedito e requalificação do entorno.

Serviço:
Inauguração das obras de restauro da Estação Ferroviária e da Igreja do Senhor Bom Jesus do Saivá de Antonina
Local: Praça Carlos Cavalcanti – Antonina (PR)
Data: 31 de outubro
Hora: 15h

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES