Publicidade
Sabatina ‘Bem Paraná’ e PUC-PR

‘Richa deveria ter sido preso antes da eleição’, diz Dr Rosinha, candidato ao governo

Candidato do PT ao governo do Estado, Dr Rosinha acusa procuradores da Lava Jato de atuarem para influenciar eleição
‘Richa deveria ter sido preso antes da eleição’, diz Dr Rosinha, candidato ao governo
Dr Rosinha, candidato do PT ao governo (Foto: Franklin de Freitas)

Na quinta rodada da sabatina PUCPR/Bem Paraná, o candidato do PT ao governo do Estado, ex-deputado federal Dr Rosinha, acusou ontem o Ministério Público de atuar politicamente para influenciar o resultado da eleição. Segundo ele, o ex-governador e candidato ao Senado, Beto Richa (PSDB), deveria ter sido preso antes do período eleitoral. Além disso, afirmou Rosinha, a operação Lava jato também age politicamente, já que nenhum grande empresário envolvido em corrupção estaria preso. 
O candidato negou que o PT seja um partido corrupto, alegando que no governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, a Polícia Federal ganhou autonomia para investigar livremente, e o chefe da Procuradoria Geral da República foi indicado sem influência política. Confira abaixo os principais trechos da sabatina. 
Lava Jato
“Esse debate (sobre a atuação política do Ministério Público) veio à tona agora porque sentiram na pele o que estávamos denunciando há bastante. Eles agem de forma oportunista em momento eleitoral. O Beto Richa deveria ter sido preso antes, não no período eleitoral. O Beto tinha que ser investigado sim, como todo e qualquer corrupto. Mas porque tem que agir em tempo de eleição? Porque eles sabem que influenciam na eleição”. 
Educação
“Esse modelo que temos hoje é ineficaz. E quem está governando o Brasil hoje não quer construir outro modelo. Não interessa a eles. Porque a escola não é um local onde o aluno vai se sentir bem ou vai se sentir alguém. Eu perguntei aos estudantes que participaram das escolas se eles foram atendidos e eles disseram não. Eles não foram ouvidos. As escolas não renovam seu método de ensino. Continua o método antigo. Não que os professores não querem. Eles não têm condições. Temos que ter história, geografia, sociologia, filosofia. Nós vamos fazer uma revisão do currículo. Discutir o Plano Estadual de Educação, que apesar de ter sido discutido antes, não foi executado, fica inconcluso. O objetivo nosso é fazer com quem esteja na escola saiam pensando. Enquanto quem está governando quer um robô ou um escravo”. 
PT
“Sou fundador do PT. Nunca tinha militado antes. Quando as pessoas falam (em sair) eu pergunto: ‘qual partido você quer que eu vá?’. Nós fazemos a nossa crítica internamente. Se você pegar os dez maiores partidos do Brasil (em corrupção), o PT está em nono. Acho que o PSDB vem em primeiro lugar. Não há dentro de qualquer instituição uma pessoa ou outra que não cometa um erro ou um desvio. Mas o PT não é um partido corrupto. Luta muito contra a corrupção. Foi o Lula que aparelhou a Polícia Federal e deu independência para investigação. O PT é o partido que mais combateu a corrupção. A Lava Jato é a distorção na maneira de investigar”. 
Rejeição
“É uma dificuldade histórica porque cada região do Brasil tem uma história e uma cultura. No Nordeste sempre teve grandes revoltas. Sempre houve uma luta para libertação da escravidão. A história gera uma cultura política. E aqui em Curitiba e no Paraná tem uma cultura mais conservadora. Mas nós já governamos Ponta Grossa, Maringá, Londrina, já elegemos uma senadora, disputamos duas vezes o segundo turno na Capital”. 
República de Curitiba
“A gente via a quantidade de carros que no começo estava com o adesivo de apoio à Lava Jato. Muitos já tiraram porque ela sempre foi seletiva. Em termos de empresários corruptores, não puniu nenhum”. 
Onda conservadora
“Que ela é mundial, é. E xenófoba. Não começou agora. Há duas, três décadas. O discurso neo-liberal é do individualismo, não é do humanismo. Você coloca a culpa não no capital, no outro. No negro, no homossexual, no comunista, naquele que pensa diferente de você. E você vai construindo a intolerância. Acho que muitos desses que se declaram cristãos que fossem ler a Bíblia corretamente”. 
Ensino médio
“Esses meninos e meninas são tratados como objetos. Não são tratados como sujeitos. Se eu quero recuperar uma qualidade de ensino, eu tenho que ouvir essas pessoas. Tratar como sujeitos de sua própria história, e tentar com eles fazer uma construção de uma nova história. Quando eu era adolescente eu deixei a barba para contrariar a família. Você sempre tenta desafiar. E se não houver o diálogo, você exclui. A juventude está sendo excluída. O governo tem que dar oportunidades de construção e de abrir portas. Aqui mesmo quantos deixaram de ter Fies? Tiveram que deixar de estudar?”
Privatizações
“Eu tenho posicionamento contrário. Em pesquisas divulgadas recentemente, a maioria do povo brasileiro é contra a privatização. Copel, Sanepar, Celepar. A minha proposta é de que elas se tornem empresas públicas de verdade. Que reduza a distribuição de dividendos e faça investimentos. Os subsídios serão dados mas serão avaliados ano a ano. Porque, ao dar um subsídio para uma empresa, ela tem que dar uma contrapartida. Se não, perde”. 
Mulheres
“O PT trabalha há muitos anos por isso. O PT foi o primeiro partido a colocar cota de mulheres na direção. É o único até hoje 50% de mulheres e tem cota de negros e negras. Nós damos um sinal para a sociedade que estamos em um processo de construção de igualdade de gêneros e racial. Não é o PT que tem dificuldades, todos têm. O machismo é cultural e histórico na sociedade. Se eu disser que o PT não é machista eu estou mentindo. O PT faz um esforço enorme”. 
Agronegócio
O agronegócio, o que eles pedem são duas coisas basicamente: ações de infraestrutura e logística. Só que não dá para fazer um planejamento de quatro anos. Temos que fazer de 20, 30 anos e a concessão de serviços para a construção de rodovias, ferrovias e aeroportos. O segundo diz respeito à saúde animal e vegetal. 
Segundo turno
“Aqui no Paraná tem uma árvore só com três galhos no modelo econômico neoliberal: Ratinho, Cida e Arruda. Defendem o mesmo modelo. O único que não defende esse modelo e tem chance de ganhar a eleição é o PT. O nosso programa é oposição a esse modelo do governo federal e estadual. Nós vamos para o 2º turno. Nós queremos o mesmo de sempre, Ratinho, Cida? Ratinho disse que tudo o que foi feito do ajuste fiscal do Beto Richa ele concorda. Então ele concorda com o massacre dos trabalhadores. A Cida também concorda. E o Arruda aprovou o teto de gastos”. 


“O Beto tinha que ser investigado sim, como todo e qualquer corrupto. Mas porque tem que agir em tempo de eleição? Porque eles sabem que influenciam na eleição”

“A gente via os carros que estavam com o adesivo de apoio à Lava Jato. Muitos já tiraram porque ela sempre foi seletiva. Em termos de empresários corruptores, não puniu nenhum”

“Aqui no Paraná tem uma árvore só com três galhos no modelo econômico neoliberal: Ratinho, Cida e Arruda. Defendem o mesmo modelo”
Do candidato do PT ao governo, ex-deputado Dr Rosinha

 

DESTAQUES DOS EDITORES