Publicidade

Saiba como não cair no golpe do email da UFPR e outros na internet

Infelizmente a internet tem sua grande dose de golpistas e pessoas prontas para cometer fraudes e tentar levar a melhor. Uma das últimas envolveu a UFPR (Universidade Federal do Paraná) e emails falsamente assinados por professores da instituição oferecendo trabalhos temporários em concursos e no vestibular.

Saiba como evitar cair nessas confusões, que podem te gerar muita dor de cabeça além das perdas materiais. Você vai ver que a enorme maioria desses golpes nasce de uma bobeira sua.

Nunca faça algo sem 100% de certeza

Por mais que dê para fazer cada vez mais coisas pelo celular, é raro que algumas empresas não tenham meios para combater justamente esses golpes. Por exemplo, raras vezes um banco enviará um email para fazer uma transferência ou cobrando uma dívida.

E caso faça ou outra empresa use o email ou WhatsApp para movimentações mais importantes, não faça nada sem ter 100% de certeza. Uma ligada para o atendimento ao cliente, agência ou loja custa pouco tempo e dinheiro e serve para confirmar que você não está sofrendo um golpe.

Portanto fique muito atento a emails que parecem genéricos, com endereços eletrônicos estranhos – erros no nome da empresa, nomes suspeitos como netflix-account4004@netflix"@k.com – e cobranças que você não lembra de ter se comprometido.

Além de cobranças, seus dados também podem ser alvo desses bandidos. Informações como telefone, endereço, RG e CPF não podem ser cedidas em hipótese alguma caso você não confie na pessoa do outro lado.

Aumente a segurança de seus aparelhos

A maior parte dos golpes são bem-sucedidos apenas se a vítima der uma brecha. Por isso é importante que você se mantenha alerta e siga os passos citados acima.

Mesmo assim, é importante aumentar a segurança de seus dispositivos, seja os computadores ou celulares e tablets. Uma Rede Privada Virtual  é ideal porque oculta dados de navegação, que são expostos toda vez que você entra em um site ou faz o login em um Wi-Fi. Pode até mudar a localização de sua navegação para outro país e assim ter maior confidencialidade de dados.

Nunca faça download de arquivos suspeitos

Os golpes mais comuns que não envolvem transferências de algum tipo tentam atacar o seu computador e assim roubar dados. E isso é feito enviando arquivos contaminados que quando abertos se apoderam de sua máquina.

Portanto, ao receber um email, tome muito cuidado com anexos. Nunca abra um de um email que você não conhece, especialmente se após o . (ponto) existe uma sigla que você nunca viu. Os vírus enviados tem a capacidade de fazer uma limpa no seu computador e ser uma verdadeira dor de cabeça para se livrar deles.

Cuidado com os aplicativos de mensagens

O WhatsApp e o Telegram agora são bastante visados por pessoas que comandam ataques virtuais por causa da imensa popularidade que eles têm. Como são fáceis de usar, até pessoas que não tem tanto conhecimento da tecnologia estão nesses apps e se transformam em alvos preferenciais para golpistas.

As regras aqui são as mesmas: não caia em cobranças surpresas ou necessidades de pagamento que são urgentes. Um golpe recente fez vítimas ao roubar o perfil de uma pessoa no WhatsApp e entrar em contato com as pessoas mais próximas (conversas nos últimos dias) pedindo dinheiro para uma urgência.

Aqui a regra do primeiro item entra em ação: uma simples ligação faria a fraude cair por terra. Nenhuma empresa séria fará a cobrança pelo WhatsApp sem antes fazer um contato por outro meio.

O mesmo serve para o envio de informações e arquivos pessoais, que podem estar expostos em seu celular e outros aparelhos. Muito cuidado ao abrir mão de seus dados mais importantes (CPF especialmente), inclusive em cadastros de websites.

Não tenha preguiça com as senhas

São muitos aplicativos, redes sociais, emails, é claro que ter uma senha diferente, longa, com números, letras e caracteres especiais não vai rolar. Mas é importante que você varie e tenha diferentes senhas na medida do possível.

E ainda mais fundamental que isso é criar uma senha segura, não algo que envolva seu nome ou data de nascimento. Essas são facilmente replicáveis e todo um mundo de informações estará vazado. Misture letras minúsculas e maiúsculas, coloque números e use caracteres especiais (%, $, #, ? ou !).

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES