Brasileirão

Santos pega pênalti, Athletico empata com o Inter e amplia série invicta

Rony comemora gol no Beira-Rio
Rony comemora gol no Beira-Rio (Foto: Divulgação/Athletico.com.br/Bruno Baggio)

O Athletico Paranaense empatou em 1 a 1 com o Internacional, nessa quinta-feira (dia 31) à noite, no Estádio Beira-Rio, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time paranaense ficou em 8º lugar, com 43 pontos. A equipe gaúcha está na 6ª colocação, com 46 pontos. Clique aqui para ver a classificação no site Srgoool.

A partida marcou o reencontro entre os dois times 40 dias após a final da Copa do Brasil, conquistada pelo Athletico.

Com o resultado, o clube paranaense completou sete jogos seguidos sem perder como visitante (três vitórias e quatro empates).

Já o Inter chega ao quarto jogo seguido no Beira-Rio sem vencer (uma derrota e três empates).

ESCALAÇÃO
O Athletico não tinha Léo Cittadini, lesionado, e Thonny Anderson, liberado para resolver questões pessoais. Com isso, a novidade no time foi Bruno Nazário. Jonathan e Lucas Halter, em recuperação, também desfalcaram o time. O esquema tático foi o 4-2-3-1 de sempre, com Bruno Nazário (centro), Nikão (direita) e Rony (esquerda) no setor ofensivo. Marcelo Cirino começou no banco. O Inter veio com força máxima e no esquema 4-2-3-1.

ARTILHEIROS
O ponta Rony chegou a nove gols em 2019 em 42 jogos. Ele é o vice-artilheiro do Athletico na temporada. O goleador é o centroavante Marco Ruben, com 12 gols em 36 partidas.

ARBITRAGEM
O gol do Inter, aos 11 do 1º tempo, foi verificado e validado pelo VAR. No lance, ficou a dúvida se Lindoso estava impedido.

Aos 31 do 2º, o árbitro marcou pênalti após verificar o VAR. D´Alessandro chutou e a bola tocou no braço de Márcio Azevedo. O lance depende de interpretação, já que o jogador do Athletico estava tentando tirar o braço do trajeto da bola. A imagem da TV dá a impressão de impedimento de Guerrero, do Inter, na origem da jogada.

Aos 38 do 2º, o árbitro verificou o VAR e decidiu anular gol do Guerrero, por impedimento.

PRIMEIRO TEMPO
O primeiro tempo teve futebol ofensivo das duas equipes, que jogaram avançadas, tentando pressionar a saída de bola do adversário. Esse cenário favoreceu o Athletico, que construiu quatro boas jogadas ofensivas na primeira etapa. Já o Inter teve dois lances perigosos nesse período. O time gaúcho abriu o placar aos 11, em belo passe de Guerrero, falha da linha de impedimento do Athletico e finalização com estilo de Rodrigo Lindoso, encobrindo o goleiro Santos.

O empate foi rápido, já aos 21, em bela jogada de Madson pela direita e finalização de Rony dentro da área: 1 a 1. Na comemoração, Rony comemorou apontando para o gramado, provavelmente numa referência ao gol do título da Copa do Brasil, marcado por ele no Beira-Rio, após drible espetacular de Marcelo Cirino.

SEGUNDO TEMPO
No intervalo, Adriano saiu e entrou Márcio Azevedo. O segundo tempo foi mais brigado do que jogado. Com a bola rolando, as disputas físicas dominaram o cenário. Com a bola parada, discussões e empurrões entre jogadores foram frequentes. Esse panorama favoreceu o Inter, que construiu seis boas jogadas ofensivas, enquanto o Athletico só conseguiu levar perigo em um lance, em contra-ataque. O Inter teve a chance da vitória em pênalti marcado aos 31 e só cobrado aos 37, após verificação no monitor do VAR. Guerrero bateu canto e Santos defendeu. O time gaúcho chegou a marcar um gol aos 38, após cobrança de escanteio, chute na trave de Nico López e finalização de Guerrero. No entanto, após verificar no monitor do VAR, o árbitro anotou impedimento. Aos 45, Camacho entrou no lugar de Bruno Nazário.

ESTATÍSTICAS
Nos 90 minutos, o Athletico somou 6 finalizações (3 certas), 45% de posse de bola, 79% de acerto nos passes e 4 escanteios. O Inter obteve 14 finalizações (4 certas), 55% de posse de bola, 82% de acerto nos passes e 3 escanteios. Os números são do site Sofascore.

INTER 1x1 ATHLETICO
Inter: Marcelo Lomba; Heitor, Rodrigo Moledo, Victor Cuesta e Zeca; Rodrigo Lindoso e Edenílson; Guilherme Parede (Nico López), D´Alessandro e Patrick (Wellington Silva); Guerrero. Técnico: Zé Ricardo
Athletico: Santos; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Adriano (Márcio Azevedo); Wellington e Bruno Guimarães; Nikão, Bruno Nazário (Camacho) e Rony; Marco Ruben (Marcelo Cirino). Técnico: Tiago Nunes
Gols: Rodrigo Lindoso (11-1º) e Rony (21-1º)
Cartões amarelos: D´Alessandro, Heitor, Nico López (I). Wellington, Márcio Azevedo (A).
Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)
Público: 18.777
Local: Beira-Rio, em Porto Alegre

PRINCIPAIS LANCES
Primeiro tempo
11 – Gol do Inter. Guerrero enfia nas costas da defesa. Lindoso recebe livre e toca por cobertura. O VAR verifica e valida.
21 – Gol do Athletico. Madson faz boa jogada na direita e cruza na medida. Rony chuta forte, dentro da área, e acerta o canto.
25 – Boa troca de passes. Rony cruza rasteiro. Marco Ruben não alcança.
27 – Nazário chuta de fora da área. A bola passa perto.
28 – Rony enfia nas costas da defesa. Nikão recebe livre na área e chuta fraco. O goleiro segura.
31 – Bola alta para a área. Guerrero recebe livre, mas se atrapalha ao tentar o giro e chuta fraco.
42 – Madson toca para Nikão, que chuta de fora da área. Lomba espalma.

Segundo tempo
1 – Lindoso chuta de longe. A bola desvia em Léo Pereira e sobra na cara do gol para Guerrero. Ele tenta driblar Santos, mas perde o ângulo e chuta mal.
18 – D´Alessandro tenta o gol por cobertura, de fora da área. A bola toca no travessão.
21 – Falta na direita. D´Alessandro bate direto. A bola vai ao lado.
22 – Guilherme Parede recebe na área e chuta cruzado. Santos salva.
24 – Pressão do Inter. Depois de cruzamento e rebote na área, Lindoso chuta de fora da área. A bola passa perto.
26 – Contra-ataque. Marco Ruben para Wellington, que coloca Rony na cara do gol. Ele chuta para fora.
31 – Guerrero recebe na área e rola para D´Alessandro, na cara do gol. Ele chuta e Márcio Azevedo bloqueia com o braço. Pênalti.
37 – Guerrero cobra o pênalti. Santos defende.
38 – Após escanteio, Nico López chuta na trave. Guerrero pega o rebote e cutuca para o gol vazio. Gol anulado por impedimento.
45 – Nico López sai na cara do gol e tenta encobrir Santos. Ele pega mal na bola e o goleiro defende.