São Paulo é proibido de treinar no Peru antes de confronto com o Sporting Cristal

O São Paulo foi proibido de treinar no Peru e vai enfrentar o Sporting Cristal, na estreia da Libertadores, nesta terça-feira, sem ter realizado o trabalho agendado para o CT da seleção peruana.

O trabalho estava agendado para as 16 horas de Lima, 18 horas no Brasil, mas o clube foi informado que as autoridades sanitárias do Peru impediram a delegação de sair do hotel em medidas de combate à pandemia de covid-19.

O clube brasileiro foi informado apenas momentos antes de sair para o último trabalho e ainda tenta a liberação, mesmo que para um pouco mais tarde, para realizar um treinamento em Lima.

Apesar de os são-paulinos desconfiarem que se trata de uma atitude antidesportiva, Lima está desde sexta-feira sendo tratada como zona de nível extremo de contágio de covid-19 e sitiada. Os protocolos de saúde impedem que o São Paulo saia do hotel.

Os paulistas estão "presos" e só poderão sair para caminho do estádio e depois para retornarem ao Brasil. Assim como no Brasil, serviços essenciais estão fechados no país.

A medida servirá, também, ao Palmeiras, que embarcou para Lima nesta segunda-feira para embate com o Universitario. O atual campeão também tem treino agendado para o CT da seleção peruana.