Assine e navegue sem anúncios [+]
Prazo de inscrição

Saúde informa municípios sobre vagas do programa Mais Médicos no Paraná

(Foto: AEN)

A Secretaria da Saúde do Paraná reforça junto aos municípios que o Governo Federal está com vagas abertas para o programa Mais Médicos e que os gestores devem renovar a adesão no sistema e confirmarem o número de vagas. O prazo de habilitação, que foi aberto sexta-feira (31), vai até esta quarta-feira (5).

O novo edital do Ministério da Saúde prevê 121 vagas em 82 municípios paranaenses pelo programa. Os profissionais atuarão na Atenção Primária à Saúde. Para mais informações, é preciso acessar o documento neste link: maismedicos.gov.br/editais-abertos-anteriores

A solicitação de abertura urgente de vagas do programa Mais Médicos no Paraná foi entregue, em mãos, pelo secretário de Estado da Saúde, Beto Preto, ao ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, quando de sua agenda ao Paraná, no final de julho. “Foi uma das nossas solicitações ao Ministério da Saúde e vemos agora que os pleitos estão sendo atendidos, tanto no reforço de profissionais como envio de medicamentos ao Paraná”, afirmou o secretário.

O Edital número 8 do Ministério da Saúde corresponde a terceira chamada para ocupação de vagas destinadas a reincorporação dos médicos intercambistas oriundos da cooperação internacional.

“Relatamos ao ministro Pazuello as dificuldades que estamos enfrentando em relação à contratação de profissionais para cobrir todos os nossos municípios. Além da rotina complexa da saúde em cidades em todo o Estado, a pandemia torna o trabalho dos médicos mais necessário do que nunca”, disse Beto Preto.

OUTROS PROFISSIONAIS - Durante a reunião, em Curitiba, das equipes da Secretaria da Saúde e do Ministério da Saúde, as áreas técnicas puderam atualizar e alinhar ações e estratégias de enfrentamento à pandemia. Além da contratação de mais médicos, a diretora de Atenção e Vigilância em Saúde da Secretaria, Maria Goretti Lopes, apontou a necessidade de contratação de outros profissionais para compor as equipes que atuam principalmente em unidades de terapia intensiva.

“Quanto mais leitos abrimos, consequentemente mais profissionais são necessários e já sabemos como é difícil absorver trabalhadores da saúde, disponíveis e com experiência, para esse serviço”, disse ela.

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK