Sem o camisa 9, mas reforçado, Palmeiras estreia no Paulistão pensando no Mundial

Se em 2021 o Palmeiras usou apenas reservas e jovens oriundos da base em boa parte do Campeonato Paulista porque estava envolvido em outras competições, neste ano, ao menos nos primeiros confrontos, o time jogará com força máxima, como estratégia para deixar os atletas com ritmo de jogo antes da disputa do Mundial de Clubes. O primeiro desafio no Estadual é o Novorizontino, neste domingo, às 16h, em Novo Horizonte. A partida inaugura a competição de 2022.

O atual campeão da Copa Libertadores embarca para Abu Dabi no dia 2 de fevereiro e estreia no torneio da Fifa no dia 8. Antes disso, tem quatro compromissos pelo Paulistão. Depois de enfrentar o Novorizontino fora de casa, pega Ponte Preta, São Bernardo e Água Santa.

Quase todo o elenco teve todo o mês de dezembro de descanso antes de se reapresentar, o que ocorreu no dia 5 de janeiro. Portanto, o grupo teve pouco mais de duas semanas dedicadas a treinos e pôde fazer uma pré-temporada, algo que não fez ano passado em razão do calendário embolado graças às consequências da pandemia.

Na preparação, os atletas fizeram duas atividades por dia e disputaram quatro jogos-treino. No último deles, o elenco se dividiu em duas equipes - verde e branco - que se enfrentaram. Parte da pré-temporada foi desfalcada porque o time registrou 11 jogadores com covid-19. Todos passaram o período de isolamento sem sintomas.

Houve mudanças importantes no elenco. Saíram atletas veteranos, como Jailson, Felipe Melo e Willian, e chegaram cinco contratações, mas não o camisa 9 que Abel Ferreira tanto deseja. O português recebeu como reforços o goleiro Marcelo Lomba, o zagueiro Murilo, os meio-campistas Jailson e Atuesta e o atacante Rafael Navarro. Todos estão reintegrados ao grupo e foram inscritos no Paulistão. Dos cinco, Murilo, Atuesta e Navarro são os que têm boas chances de aparecer entre os titulares - no primeiro jogo ou posteriormente.

Segundo maior campeão estadual, o Palmeiras busca sua 24ª taça. A última foi conquistada em 2020. No ano passado, ficou perto de erguer o troféu depois de perder para o São Paulo na decisão. O Novorizontino é o atual campeão do Troféu do Interior e um dos times mais estruturados fora da capital. Curiosamente, a equipe irá enfrentar o Palmeiras pela primeira vez na fase de grupos. Nos últimos seis anos, isso não aconteceu porque os dois caíram na mesma chave.

O Novorizontino sai na frente de boa parte dos seus adversários por ter conseguido manter a base do ano passado, quando conquistou o acesso inédito à Série B do Campeonato Brasileiro. Seis reforços chegaram: os zagueiros Walber e Isaque, o lateral-direito Lucas Ramon, o meia Marcinho e os atacantes Bruno Silva e Chrigor.

O comando técnico também não foi mexido. Apesar de ter recebido sondagens de alguns clubes, Léo Condé decidiu dar continuidade no trabalho realizado no Novorizontino.

Durante a pré-temporada, o Novorizontino realizou apenas dois jogos-treino e conseguiu duas vitórias por 2 a 1, sobre Ferroviária e Votuporanguense.

O Novorizontino tem ganhado força até mesmo no cenário nacional. Em 2021, fez boa campanha na Série C e neste ano vai disputar a segunda divisão do Campeonato Brasileiro pela primeira vez. O técnico Leo Condé tem tranquilidade para colocar suas ideias em prática e completa neste mês um ano à frente do "Tigre", como é conhecido o clube da pequena Novo Horizonte, cidade do noroeste paulista com 40 mil habitantes.

"Estamos com aquela ansiedade boa. É um jogo grande, muito visado, que é contra o Palmeiras. Temos que estar concentrados e dar o nosso máximo", afirmou o atacante Douglas Baggio.