Publicidade
Brasileirão

Sem Tiago Nunes, Athletico será comandado por Eduardo Barros

Eduardo Barros, 34 anos: interino
Eduardo Barros, 34 anos: interino (Foto: Divulgação/Athletico.com.br/Miguel Locatelli)

O Athletico Paranaense será comandado pelo interino Eduardo Barros, 34 anos, na partida desta quarta-feira (dia 6) às 21h30, contra o Cruzeiro, na Arena da Baixada, pela 31ª rodada do Campeonato Brasileiro. Chefe das categorias de base do clube, Barros assume provisoriamente o cargo após a saída do técnico Tiago Nunes.

Tiago Nunes aceitou proposta do Corinthians, para comandar o clube paulista até o final de 2020. Junto com o treinador, o pacote de R$ 850 mil mensais inclui os auxiliares Kelly e Evandro Fornari, o preparador físico Tulio Flores e o analista de desempenho Pedro Sotero. Os cinco profissionais deixam o clube paranaense e assumem o Timão em 2020. Ainda há uma possibilidade de começarem o trabalho ainda em 2019.

BARROS
Eduardo Barros vai trabalhar junto com Rogério Corrêa, técnico do time sub-17 e ex-zagueiro do clube (campeão brasileiro em 2001).

Barros foi auxiliar de Fernando Diniz no Furacão em 2018. Ele permaneceu no clube mesmo com a saída do treinador, em junho do ano passado. Em 2014, também teve uma passagem pelas categorias de base do Athletico.

Em 2019, Barros trabalhou como auxiliar técnico de Rafael Guanaes no time de aspirantes. Também foi técnico do time sub-19. Atualmente estava chefiando as categorias de base.

Antes, ele trabalhou no Paulínia-SP, Novorizontino, Coritiba, Audax-SP, Oeste e Guarani. Formado em Educação Física, ele possui pós-graduação em Administração de Empresas, pela FGV-SP, e possui a 'licença A' de treinador da Confederação Brasileira de Futebol.

DEMISSÃO
O site UOL noticiou que o técnico Tiago Nunes acabou demitido pelo Athletico nesta terça-feira (dia 5) — clique aqui para ver a matéria. A demissão foi uma reação do clube à recusa da proposta para renovar contrato e à aceitação da oferta feita pelo Corinthians. O treinador pediu para se despedir dos jogadores e teve essa solicitação negada pela diretoria, segundo o UOL. No entanto, após conversas, ele conseguiu autorização para a despedida.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES