Greve dos excluídos

Servidores públicos municipais da saúde acampam em frente à Prefeitura de Curitiba no 13º dia de paralisação

 

No 13º dia de manifestação, servidores públicos municipais da saúde reivindicam negociações com o prefeito Luciano Ducci. Um grupo de aproximadamente 50 pessoas acamparam em frente à Prefeitura de Curitiba, desde às 5 horas da manhã desta quarta-feira (21), segundo assessoria de imprensa do dos Servidores Públicos Municipais de Curitiba (Sismuc). Ainda, de acordo com a entidade, guardas municipais tomaram três barracas de manifestantes e os ameaçavam retirá-los à froça, caso não saíssem do gramado.

Cerca de 400 servidores estão em greve. Eles integram o grupo de funcionários da saúde municipal denominados de "excluídos". Isso porque não foram beneficiados no projeto que reduziu a jornada de trabalho semanal para 30 horas.

No momento, os manifestantes estão com carro de som, boneco gigante do prefeito e faixas de protestos, a fim de sensibilizar a população sobre o ato.

Mais sobre o assunto, AQUI