Assine e navegue sem anúncios [+]
Crise do Coronavírus

Setor de eventos se reúne com Secretaria de Saúde do Paraná para pedir 'retomada urgente'

(Foto: Divulgação)

Representantes da Associação Brasileira dos Promotores de Eventos (Abrape) estiveram reunidos na última quinta-feira (10 de setembro) com a Secretaria da Saúde do Paraná para solicitar a retomada urgente do setor. No encontro, a Abrape apresentou um protocolo com as sugestões para a realização de eventos responsáveis e seguros, o qual passará nos próximos dias, por uma avaliação interna da Sesa.

Participaram da reunião Mac Lovio Solek, vice-presidente da região Sul da Abrape, e Susan Klein, diretora de comunicação da Feturismo. Por parte do Poder Público, os nomes que estiveram presentes foram Geraldo Biesek, Diretor Executivo de Saúde e chefe do Gabinete do Secretário Beto Preto, e Fabio Oliveira, diretor de administração e finanças do Paraná Projetos.

Na conversa, Biesek explicou também como está a curva de novos casos do COVID-19 em relação ao descaso da população durante o feriado da Independência, além de se dispor para ajudar a desenvolver com sua equipe um documento técnico e seguro para o segmento. Para isso, foi entregue uma carta aberta com planos propostos sobre as ações de retomada do setor de eventos no Paraná, direcionada ao Secretário de Saúde, Carlos Alberto Gebrin, e ao Governador do Estado do PR, Carlos Roberto Massa Júnior.

A reunião é resultado direto do encontro das entidades, que aconteceu no dia 19/8 no Palácio Iguaçu, juntamente com o Vice Governador, Darci Piana, e o Secretário de Planejamento, Valdemar Bernardo Jorge.

"O setor já está parado há mais de 180 dias. Entende-se a impossibilidade neste momento da retomada de forma integral, mas é preciso urgente da sua viabilidade parcial e bem como um plano a ser seguido com o aval das autoridades. Durante os últimos dias, fomos impactados com fatos e acontecimentos pelo Brasil que geraram espanto pelo comportamento das pessoas, e revolta pelo fato de nós que temos a legalidade estarmos sendo impedidos de trabalhar e manter nossas empresas e empregos sejam eles diretos ou indiretos”, cita Mac Lovio Solek, vice-presidente da Abrape na região sul, na carta entregue. “O intuito dessa retomada é diminuir o impacto o quanto antes gerado pelo fechamento das atividades de serviços para empresas de organização de eventos, que alcança mais de 60 tipos de categorias profissionais de colaboradores diretos ou indiretos. Entende-se que retomar as atividades não é 'virar uma chave' e tudo vai voltar (a ser) como era antes. Mas já demorou muito para enxergar como um setor importante do Estado e assim planejar a volta, primando pela responsabilidade sanitária, social, técnica, mas também econômica”, completa Mac.

Assine e navegue sem anúncios [+]

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES

Utilizamos cookies e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições. OK