Publicidade

Simaria diz que trocaria todo dinheiro que já guardou para ter saúde

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Simone, 34, e Simaria, 36, foram convidadas para participar do programa Altas Horas deste sábado (20), na Globo, e cantaram ao lado de Marília Mendonça e Wesley Safadão.

No meio das apresentações e respostas ao público, Simaria emocionou os espectadores ao responder uma pergunta do apresentador Serginho Groisman sobre a doença que ela teve, e que a fez pausar a carreira mais de uma vez. 

Simaria declarou que está bem agora, e disse que "tudo o que passei foi incrível para mim", uma vez que ela evoluiu espiritualmente. "Se eu não tivesse passado por todas as coisas que passei hoje, eu não saberia colocar limite nas coisas que não posso fazer", disse.

"A saúde da gente é o bem mais precioso. Se não cuidar da saúde, pode ter todo dinheiro do mundo que quando você estiver na cama do hospital você fala 'eu trocaria todo o dinheiro que guardei até hoje para ter saúde' e o dinheiro não vale nada. Então aprendam a colocar limites nas coisas que não gostam de fazer e vivam a vida com sabedoria porque ela é linda", concluiu.

No segundo semestre de 2018, Simaria disse que se afastaria dos palcos por um tratamento da tuberculose ganglionar, doença contra a qual luta desde abril daquele ano, e por uma inflamação no estômago.

"Infelizmente, na semana passada, tive mais uma mal estar e, após realizar vários exames, ficou definido que devo me afastar novamente dos palcos [...] vocês sabem como sou batalhadora e 'dura na queda', mas a rotina na estrada não é fácil, ainda mais para conciliar com o tratamento da tuberculose ganglionar", escreveu a cantora em seu Instagram, na época.

O tratamento da tuberculose ganglionar, a qual Simaria foi submetida, é normalmente feito com antibióticos. Em alguns casos mais avançados, é preciso fazer uma cirurgia para a retirada do gânglio.

A doença é caracterizada pela bactéria "bacilo de Koch", que é mais frequente entre mulheres e normalmente se instala por vias respiratórias. Seus sintomas não são bem definidos, podendo ir de febre baixa e emagrecimento a suor noturno, cansaço excessivo, diminuição do apetite e íngua inchadas no pescoço, nuca, axilas ou virilha.

 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES