Publicidade
Polícia Cientítifca

Simulado no Afonso Pena treina equipes em desastres, como a queda de um avião

(Foto: Franklin de Freitas)

A Polícia Científica do Paraná promoveu, nesta quinta-feira (5), no Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais, um simulado inédito de desastres em massa. A ação foi uma avaliação das práticas aprendidas durante o curso de Perícia em Local de Desastres em Massa - Identificação de Vítimas de Desastres (DVI), realizado durante a semana, em Curitiba. No simulado foram usados bonecos, com o objetivo de identificação de “vítimas” e “corpos”.

A realização do simulado tem o apoio da Infraero e do grupo Tigre da Polícia Civil. Foi feita a simulação de um grande desastre, envolvendo um avião, para capacitação dos peritos participantes do curso.

A capacitação de peritos criminais que atuam em locais de morte tem foco especificamente nos médicos legistas, auxiliares de necropsia e pessoas que trabalham diretamente com os familiares das vítimas.

O curso conta com a participação do coordenador de Identificação de Vítimas de Desastres da Polícia Federal e representante do Brasil na Interpol para assuntos de DVI, perito criminal federal Alexandre Raphael Deitos. Ele atuou nos casos do voo MH17, do voo da Ethiopian airlines, no rompimento das barragens em Brumadinho.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES