Novidade

Sky lança serviço pré-pago de tv por assinatura

A empresa de tv por assinatura Sky anunciou hoje (4) o lançamento de um serviço pré-pago, o Sky Pré-Pago. "Queremos atingir os consumidores que gostariam de ter um pacote de tv paga, porém sem a obrigatoriedade de uma mensalidade", explicou o vice-presidente comercial da empresa, Delfim Moreira. O serviço oferece um pacote com 35 canais de televisão (oito deles de tevê aberta) e 46 canais de áudio, entre rádios e seleções musicais da própria Sky.

Segundo ele, para ter o Sky pré-pago, o consumidor precisa adquirir o equipamento básico (antena e decodificador, com instalação) por R$ 299. Com isso, recebe um mês de programação grátis. Depois, pode optar por "carregar" a tv com créditos de 7 dias (R$19,90), 15 dias (R$ 29,90) ou 30 dias (R$49,90). O pacote básico "pós-pago" da Sky, segundo informado pelo serviço de assinaturas da empresa ontem, tem um custo de equipamento e instalação de R$49,90 e mensalidades de R$ 88,90.

"A recarga será feita nas casas lotéricas, bastando fornecer o número do CPF", explica Agrício Neto, vice-presidente de marketing da Sky. "E não há obrigatoriedade de carregar com frequência. A pessoa não perde o acesso, como acontece com os telefones celulares."

Inseridos os créditos, a empresa afirma que o sinal passa a funcionar em cerca de 4 horas e fica em funcionamento o número de dias corridos escolhido pelo cliente. "Faltando dois dias para a recarga acabar, a pessoa recebe uma mensagem na tela da tevê avisando que a carga está no fim", diz Neto. A assistência técnica para os usuários do pré-pago será grátis. "A partir do momento que ele compra o equipamento, ele terá assistência vitalícia."

O público-alvo da empresa os clientes que desejam ter mais canais, porém não querem ter de pagá-los todo mês. "Pessoas que consideravam a tevê paga pouco acessível podem escolher quando querem assisti-la, agora. Ou pessoas com casas de campo, ou até quem tem antenas parabólicas e pretende trocar de equipamento pra ter imagem melhor e mais canais", diz Neto.

Panorama - Os executivos acreditam que o serviço pré-pago deve ampliar a base de clientes da Sky em 100 mil pessoas até o fim do ano. Atualmente, a Sky tem cerca de 1,7 milhões de assinantes - 30,3% do mercado nacional de tv por assinatura, segundo pesquisa da consultoria PTS. À frente da empresa está apenas a NET, com 45,9% do mercado nacional.

"Acho que a Sky está assumindo um desafio grande", diz o diretor da PST, Otávio Jardanovski. "Assistir televisão é um hábito, e a opção pré-paga não cria o hábito como a pós-paga."

Ele diz que já houve uma tentativa anterior de tv pré-paga no País. "Há cerca de cinco anos, uma empresa chamada TVFilmes ofereceu o serviço em Brasília, mas não houve grande adesão", explica. "Talvez, com o crescimento do mercado e o aumento da renda, esse se torne um nicho para exploração, mas o brasileiro ainda é um grande fã da tv aberta."

O levantamento da PTS mostra que, dos 50 milhões de lares brasileiros, cerca de 10 milhões teriam renda para ter canais de tv paga. "Porém, apenas 5 milhões usam o serviço. E destes, 70% assiste mais a canais abertos que aos pagos", diz o diretor. Mas ele reconhece que o cenário está mudando: "o mercado cresce de 12% a 15% ao ano."