Publicidade
Supremo

STF dá cinco dias para ministro da Educação explicar vídeo

Weintraub: no vídeo, títular da Educação chama ministros do STF de “vagabundos” e pede “cadeia” para eles.
Weintraub: no vídeo, títular da Educação chama ministros do STF de “vagabundos” e pede “cadeia” para eles. (Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

O ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, cobrou explicações do ministro da Educação, Abraham Weintraub (Educação), sobre a declaração feita na reunião ministerial de 22 de abril. A decisão de Moraes foi feita no âmbito do inquérito que investiga ameaças, ofensas e fake news disseminadas contra integrantes da Corte e seus familiares. 

“Diante do exposto, determino que Abraham Weintraub, atualmente exercendo o cargo de Ministro da Educação, seja ouvido pela Polícia Federal, no prazo máximo de 5 (cinco) dias para prestar esclarecimentos sobre a manifestação acima destacada”, determinou Moraes.

Para Alexandre de Moraes, a manifestação de Weintraub “revela-se gravíssima, pois, não só atinge a honorabilidade e constituiu ameaça ilegal à segurança dos Ministros do Supremo Tribunal Federal, como também reveste-se de claro intuito de lesar a independência do Poder Judiciário e a manutenção do Estado de Direito”.

No vídeo, Weintraub chama ministros do STF de “vagabundos” e pede “cadeia” para eles.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES