Pedágio?

Suécia cria "barreira" para punir motoristas alcoolizados

Os motoristas da Suécia precisarão tomar cuidado em dobro na semana que vem se resolverem se arriscar a dirigir alcoolizados. É que a polícia sueca irá inaugurar um novo modelo para o controle da embriaguez no trânsito: barreiras eletrônicas móveis que testam, automaticamente, se o motorista está com o nível de álcool no sangue acima do limite permitido pela pela.

As tais barreiras, que são transportáveis, são também bastante parecidas com as cancelas de pedágio. Para que o motorista possa seguir viagem, precisa soprar no bafômetro. Se estiver alcoolizado, não conseguirá passar e aí a polícia entra em cena.

"As novas barreiras vão facilitar bastante o trabalho da polícia. E poderemos também reduzir o número de policiais nos postos de controle", disse Bengt Svensson, da Polícia Nacional sueca, em entrevista à SVT. Na Suécia, a lei estabelece um limite máximo de 0,02% de nível de álcool no sangue de quem dirige. A punição para quem viola a lei inclui multa e pena de até dois anos de prisão.

As barreiras do álcool foram desenvolvidas pela Polícia Nacional da Suécia, em cooperação com a Associação pela Sobriedade no Trânsito (Motorförarnas Helnykterhetsförbund, MHF). Elas já foram testadas com êxito no porto da cidade sueca de Gotemburgo e, a partir da próxima quarta-feira, começa a ser usada para controlar o nível de álcool dos motoristas que utilizam as balsas no porto de Frihamnen, na capital Estocolmo. A ideia, porém, é expandir gradualmente o uso da novidade.