Publicidade

Suspensa e em crise, Federação Russa de Atletismo elege novo presidente

A Federação Russa de Atletismo elegeu um executivo do setor de aeronaves para a sua presidência, nesta sexta-feira, com o objetivo de obter a liberação da participação de seus representantes em eventos internacionais a tempo da Olimpíada de Tóquio.

Yevgeny Yurchenko, que tem pouca experiência em gestão esportiva, foi o único candidato na disputa - três outros se retiraram da eleição neste mês - e prometeu reconstruir o órgão gestor do atletismo da Rússia.

No início deste mês, todo o conselho da federação renunciou após uma reunião com o ministro do Esporte russo, Oleg Matytsin, citando seu fracasso em resolver o impasse que impede a participação do atletismo do país em competições internacionais.

A federação - conhecida como RusAF _ está suspensa pela hoje denominada World Athletics, a associação internacional da modalidade, desde 2015 por causa do doping generalizado no esporte russo, mas a crise se aprofundou nos últimos meses.

Em novembro, o então presidente da federação, Dmitry Shlyakhtin, estava entre as sete pessoas acusadas de obstruir uma investigação antidoping com a utilização de documentos falsos. O caso levou a World Athletics a congelar um programa que permitia aos russos competir internacionalmente como atletas neutros. Isso era visto como um passo para a presença de uma equipe russa na Olimpíada de Tóquio.

Yurchenko, de 51 anos, trabalhou anteriormente como vice-governador da região de Voronezh. Atualmente, ele faz parte do conselho de administração de um empresa estatal de construção de aeronaves. Ele também já dirigiu o conglomerado estatal de telecomunicações da Rússia.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES