Publicidade
IPTU

Taxa de lixo não será reajustada pelo terceiro ano seguido

(Foto: Luiz Costa/SMCS)

Pelo terceiro ano consecutivo, o valor da taxa de coleta de lixo de Curitiba não será reajustado. Para 2020, a Prefeitura manterá os mesmos valores de 2019. Isso se deve ao empenho para a diminuição dos custos do serviço.

“Se mantivéssemos os custos, na melhor das hipóteses, a taxa seria reajustada pela inflação", diz Sérgio Luiz Primo, diretor do Departamento de Rendas Imobiliárias. "Graças aos esforços da Prefeitura, conseguimos absorver a inflação e não repassar os custos para o contribuinte. Isso é fruto do Plano de Recuperação Fiscal de Curitiba”, diz Primo.

 

Valores

Para quem paga, a taxa de lixo residencial é de R$ 275,40 por ano, o que representa um custo diário de R$ 0,75. Porém, mais de 89 mil imóveis já têm a redução de 50% no valor da taxa de coleta de lixo. São os casos das residências de até 70m², tipo simples de construção e com Valor Venal de até R$ 140 mil. Para esses imóveis, o valor da taxa em 2019 foi de R$ 137,70, ou o equivalente a R$ 0,37 por dia.

Assim como em 2019, cerca de três mil famílias devem ser beneficiadas com a isenção da taxa. São famílias que se enquadram em três critérios. Em primeiro lugar, é preciso estar incluído no Cadastro Único (CadÚnico) para programas sociais do governo federal. O segundo critério é ter renda familiar per capita de até um quarto do salário mínimo nacional vigente no ano anterior - hoje o valor seria R$ 249,50. O terceiro é ser proprietário ou possuidor de um único imóvel, de uso próprio e exclusivamente residencial, cujo valor venal não ultrapasse R$ 140 mil.

A taxa de coleta de lixo será encaminhada ao contribuinte com o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU), a partir da primeira semana de janeiro de 2020.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES