Rigor

TCE-PR anuncia economia de 40% em compras nos 7 primeiros meses de 2013

O Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) anunciou nesta terça-feira (30) ter economizado, apenas nos primeiros sete meses de 2013, 39,94% (R$ 109.269,58) nas licitações que realizou. Os cinco últimos editais de licitação abertos em 2013 previam gasto máximo total de R$ 241.421,58. Após as licitações, as despesas somaram R$ 132.152,00.

Em nota divulgada em seu site, o TCE-PR afirma que a economia é resultado do rigor contra o desperdício de dinheiro público, e ressalta que, só em 2013, os 13.370 órgãos públicos e entidades sociais fiscalizados responderão por orçamentos que somam R$ 55 bilhões.

No começo do ano, o TCE criou uma unidade especializada no gerenciamento e controle de seus procedimentos de aquisição de bens e a contratação de serviços e obras: a Diretoria de Licitações e Contratos (DLC). "Como órgão de fiscalização do gasto público, o Tribunal de Contas precisa dar exemplo aos órgãos fiscalizados também quando o assunto é a gestão de contratos", explica o presidente, conselheiro Artagão de Mattos Leão.

A DLC substitui a Comissão Permanente de Licitação, ligada à Diretoria Geral, que atuava até então. Seus principais objetivos são dar celeridade aos procedimentos licitatórios, oferecer à administração uma visão ampla e precisa dos contratos celebrados pela Casa e proporcionar um controle mais eficaz de prazos, necessidades de prorrogação, qualidade dos produtos oferecidos e serviços prestados.

Considerando apenas contratos fechados por meio de pregão eletrônico, a economia sobe para 49,4%. É o caso do custo final para o seguro automotivo dos 39 veículos da frota (63,91% de desconto). Os automóveis são indispensáveis às inspeções e fiscalizações in loco que o TCE realiza em todo o Paraná. A contenção de gastos aconteceu, também, na aquisição de links e cabos de fibra óptica (49,26%) e de lâmpadas (35,02%). Serviços de lavanderia (31,27%) e o lixamento dos pisos de madeira (20,26%), viabilizados pela modalidade convite, também levaram à economia de recursos públicos.