Publicidade
Série B

Tcheco explica "resgate" de Alecsandro, Pablo e Jean Carlos

Pablo enfrenta o Brasil-RS
Pablo enfrenta o Brasil-RS (Foto: Divulgação/Coritiba)

O técnico do Coritiba, Tcheco, elogiou o centroavante Alecsandro, o meia Jean Carlos e o ponta Pablo, na entrevista coletiva após a vitória sobre o Brasil-RS, em Pelotas, nessa segunda-feira (dia 27). Alecsandro não atuou, mas voltou a aparecer no banco de reservas, após um mês afastado, treinando em grupo separado.

Jean Carlos e Pablo não vinham atuando com o técnico anterior, Eduardo Baptista.

Além de Alecsandro, outros três jogadores (Simião, Alvarenga e Alan Costa) estavam afastados, treinando em grupo separado. Tcheco explicou por que acabou com essa punição. “Precisava trazer o grupo para o lado da comissão (técnica), mas não só isso. Os jogadores afastados eram decisão do professor Eduardo (Baptista). Consegui trazer eles, aos poucos. Alecsandro é um cara essencial, um vencedor”, declarou. 

“O Pablo estava treinando muito bem. Eu precisava de jogador que bate no peito e diz: 'pode contar comigo'. E o Pablo e o Jean (Carlos) foram os primeiros a bater no peito. E foram essenciais hoje. Conseguiram sustentar o jogo”, comentou Tcheco.

Em relação ao desempenho na vitória sobre o Brasil, Tcheco destacou a garra dos jogadores. “Demonstrou espírito de time vencedor. Tem que levar isso para as próximas rodadas. E era um jogo totalmente decisivo em todos os aspectos”, analisou. “Era um divisor de águas, para o positivo ou para o negativo”, disse. “E foi em cima de muita conversa, porque não tínhamos tempo para treinar”, destacou. “Tivemos uma conversa de homem para homem, franca, em todos os aspectos.
E a sorte sorriu um pouco para o nosso lado também”, comentou. “Agora é ter pés no chão. Saber entender o que é Série B. E levar esse padrão para os próximos jogos”, completou.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES