Publicidade
Furacão

Técnico do Athletico minimiza liderança no Campeonato Paranaense

Geraldo Bubniak
Geraldo Bubniak (Foto: Geraldo Bubniak)

O técnico Eduardo Barros, do Athletico, minimizou a liderança do time no Campeonato Paranaense – o time foi a 9 pontos em 3 jogos após ter derrotado o Londrina por 4 a 1, no sábado (25).

“Esses nove pontos não significam nada. Garantem a liderança momentânea desta primeira fase. Saabemos que, depois, tem mata-mata, quando fica em igualdade de condições e quando decide em casa”, disse o treinador, em entrevista coletiva após a partida. Após 11 rodadas, os oito primeiros da fase avançam para as quartas de final. Para ele, o único objetivo é a classificação às quartas, de preferência na liderança. “É isso que nós temos como meta inicial na competição”.

Na próxima quinta-feira (30), o time jogará contra o Cianorte, no Noroeste do Estado. No domingo (2), recebe o Paraná Clube na Arena da Baixada.

As novidades na escalação do Athletico foram os pontas Elias Carioca e Breno Lopes. O esquema tático foi o 4-4-2, com os quatro do meio-campo atuando em linha (Léo Gomes e Christian centralizados, Denner na direita e Breno Lopes na esquerda). Na frente, o time jogou sem centroavante. Os dois atacantes (Pedrinho e Elias Carioca) tinham liberdade de movimentação por todo setor ofensivo. Durante o jogo, porém, o time apresentou uma variação, com Elias ficando fixo como centroavante e Pedrinho recuando para ajudar na construção. O ponta Jáderson foi novamente improvisado na lateral-esquerda.

Em relação ao desempenho diante do Londrina, o Athletico teve no primeiro tempo uma performance semelhante à apresentada na vitória por 1 a 0 sobre o PSTC. Foi organizado na defesa, mas apresentou dificuldades para criar chances. Mesmo com apoio frequente dos laterais e do volante Christian, o time pouco finalizava. O poderio ofensivo só aumentou na metade da primeira etapa, quando Pedrinho foi recuado para ajudar na construção e Elias Carioca ficou fixo como centroavante. Depois disso, o time evoluiu aos poucos dentro do jogo e deslanchou no segundo tempo.

O resultado ampliou uma invencibilidade histórica. O Londrina nunca venceu o Athletico na Arena da Baixada, desde a construção do estádio, em 1999. Foram dez jogos no estádio, com sete vitórias do Furacão e três empates.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES