Publicidade
Na baixada

Técnico do Atlético diz que Taça Caio Jr será ‘laboratório de experiências’

Tiago Nunes diz que clube dará ritmo a jogadores com menos espaço no time
Técnico do Atlético diz que Taça Caio Jr será ‘laboratório de experiências’

O Atlético estreou no último sábado na Taça Caio Júnior, o segundo turno do Campeonato Paranaense, e conseguiu apenas uma vitória de 1 a 0 diante do União Beltrão, no sufoco. Mais do que o resultado ou mesmo o desempenho coletivo do time de aspirantes do Furacão, contudo, a partida foi importante para a comissão técnica do clube observar potenciais ‘reforços’ para o time principal e também dar ritmo a jogadores da equipe de cima que não vinham atuando.

Não consigo perceber que o time tenha piorado. Criamos muitas chances de gol hoje, mas demos uma desequilibrada na parte defensiva. Já sobre as mudanças, a maioria delas são naturais. Jogadores que vieram para ganhar ritmo e nos ajudar, afirmou o técnico Tiago Nunes após o jogo.

Segundo ele, no Estadual, jovens como o lateral Diego Ferreira, o meia Matheus Anjos e o ponta Marcinho terão a oportunidade de ganhar ritmo de jogo para estarem preparados quando o técnico Fernando Diniz resolver utilizá-los. Além disso, devem ser importantes para o time de aspirantes superar sua maior dificuldade: balançar a rede adversária.

Temos de fazer os gols. (Somos) Uma equipe equilibrada a maior parte do tempo na parte defensiva, melhoramos no setor ofensivo e estamos criando chances. Mas quando não faz os gols, o adversário ganha confiança e passa a acreditar que pode chegar ao empate, o que pode criar um monstro dentro do campo, analisou.

Contratado no final do ano passado para ser uma das apostas do time no Estadual, o lateral-direito de 21 anos tem contrato até o final de maio com o Atlético. O clube tem contratualmente a opção de prorrogar unilateralmente o vínculo. Por isso, deverá dar mais chances ao atleta na Taça Caio Júnior. Matheus Anjos é considerado uma das principais revelações do clube nos últimos anos. E Marcinho veio como aposta da após passagem sem maior destaque pelo São Paulo.

1 Atlético
Caio; Diego Ferreira, Daniel, Léo Pereira e Nicolas; Deivid, Bruno Guimarães, João Pedro (Alex Apolinário), Matheus Anjos e Marcinho (Yago); Ederson. Técnico: Tiago Nunes.

0 União
Marcos Paulo; Júlio Lopes, Casimiro, Spice e Thiaguinho; Júlio Pacato (Feijão), Sato, Sorbara e William Henrique (Max); Welisson e Schwenck (Lucas Vieira). Técnico: Ivair Cenci.
Gols: João Pedro (37-1º)
Cartões amarelos: Schwanck, Thiaguinho, Feijão, Spice (U); Diego Ferreira, Matheus Anjos (A);
Árbitro: Adriano Milczvski
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR), sábado (03/02) às 16 horasGols: Lucca (6-2º e 49-2º)
Cartões amarelos: Léo Artur, Aranha (P); Eduardo Henrique, Thiago Heleno (A)
Árbitro: Pablo dos Santos Alves (PB)
Local: Arena da Baixada, em Curitiba (PR), ontem

PRINCIPAIS LANCES

Primeiro tempo
9 – Léo Pereira não corta o cruzamento e Caio, ao tentar deixar a meta, escorrega e Schwenck quase aproveita. Mas o goleiro se recupera.
15 - Diego Ferreira arrisca o chute forte de fora da área, no ângulo. Marcos Paulo se estica todo e consegue salvar.
16 - Tentativa de gol olímpico em cobrança de escanteio fechada de João Pedro. A bola ‘belisca’ o travessão e sai
16 - Marcinho recebe e chuta de primeira (mas sem força) da marca de pênalti. O goleiro salva.
21 - Cruzamento da direita, zaga do União dá bobeira e a bola sobra para João Pedro, livre, cabecear no travessão.
37 - Gol do Atlético! Mathes Anjos lança para João Pedro, que fica cara a cara com Marcos Paulo e bate na saída do goleiro.
Segundo tempo
15 – Wellison recebe pelo lado e bate cruzado. Caio se estica todo e salva o Atlético.
25 – Cruzamento de Diego Ferreira para Nicolas, que erra o cabeceio. A zaga afasta mal. João Pedro chuta forte. Marcos Paulo espalma.

DESTAQUES DOS EDITORES