Publicidade
Tempo

Temporal derrubou árvores, apagou semáforos e bloqueou vias em Curitiba nesta quarta

(Foto: Franklin de Freitas)

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil de Curitiba registrou 33 ocorrências relacionadas a quedas de árvores e galhos em via pública, após as chuvas com ventos no início da tarde desta quarta-feira (16/1), em diversos bairros. O temporal durou cerca de vinte minutos (13h40 até 14 horas), mas deixou muitos estragos. 

Entre as situações, no Capão da Imbuia, houve queda da fiação elétrica na Rua Manoel Virgínio de Souza e, no Boqueirão, queda de árvore sobre uma residência e um veículo, na Rua Anne Frank, 1.357.

Equipes da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, da Defesa Civil, da Guarda Municipal e da Superintendência de Trânsito trabalham para atender as ocorrências, com prioridade para os casos nos quais as árvores estão bloqueando a rua. De acordo com o Simepar, as rajadas de vento alcançaram 64,1 km/h na Capital. Vários semáforos também ficaram desligados durante e após o temporal.

O cidadão que precisar comunicar a Prefeitura sobre a queda de árvores deve utilizar o telefone 156 da Central de Atendimento ao Cidadão ou pelo site (www.central156.org.br). O atendimento acontece por ordem de chamada e também de acordo com a gravidade da situação relatada.

A orientação da Defesa Civil é de evitar sair de casa durante uma tempestade. Se a pessoa estiver na rua, evitar se abrigar embaixo de árvores e de estruturas metálicas, uma vez que Curitiba tem registrado grande incidência de raios.

A Defesa Civil registra as ocorrências que chegam ao município pelo telefone de emergência 199 e, também, pelo 156 (Central de Atendimento ao Cidadão) e pelo 153 (Centro de Operações da Defesa Social - Guarda Municipal).

Outras situações decorrentes de chuvas ou temporais podem ser atendidas pelo Corpo de Bombeiros (193) e pela Copel.

A chuva começou por volta das 13h40, com ventos fortes na Capital e cidades vizinhas. As maiores rajadas de vento foram registradas em Curitiba, 64,1 km/h; Antonina, 60,5 km/h e Paranaguá, 59,0 km/h.

Chove em várias áreas do Estado e no Litoral há a incidência de muitos raios. Na BR-227, entre Curitiba e o Litoral, havia pontos com chuva intensa em São José dos Pinhais.

Na quinta-feira (17) o eixo da frente fria se desloca do extremo sul do Brasil no sentido sudoeste para nordeste. O avanço deste sistema frontal contribui para a manutenção da instabilidade do ar sobre o Paraná. As chuvas, de curta duração, continuarão presentes sobre todas as regiões paranaenses.

DESTAQUES DOS EDITORES