Publicidade
Trabalho

Temporários elevam contratações na indústria

A indústria de transformação do Paraná apresenta um bom resultado na geração de emprego de janeiro a agosto deste ano. São 9.500 empregos criados. Só em agosto, houve abertura de mais de mil novas vagas. “O saldo do mês é um movimento sazonal, possivelmente resultado das contratações temporárias de fim de ano para atender à demanda do período de festas”, analisa o economista da Fiep, Evânio Felippe. 
Dos 12 segmentos avaliados em agosto no Estado, quatro tiveram desempenho negativo, sete ficaram positivos e um permaneceu estável. Os setores com pior desempenho foram Têxtil e Artigos do Vestuário, com 200 vagas fechadas; seguido pela Indústria Mecânica (-192); de Transporte/Automotivo (-53); e Metalurgia (-41).
Os que abriram mais oportunidades de trabalho no Paraná estão o setor de Alimentos e Bebidas, com quase 700 vagas em agosto e 3.500 entre janeiro a agosto de 2018; Madeira e Mobiliário, 340 no mês e 1.200 no acumulado; e ainda, Indústria Química e de Produtos Farmacêuticos, com 229 novas vagas em agosto e mais de 1.700 nos últimos oito meses. 
Contando todos os setores da economia, foram criadas 110 mil vagas de trabalho em agosto no Brasil. No Paraná, o número é de 10.300 novos empregos no período. Em 2017, o saldo nacional do mês era três vezes menor, 35 mil vagas. E, no Paraná, de 1.200 vagas abertas apenas. 

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES