Publicidade
Polo têxtil

Terceira Edição do Boqueirão Fashion Day será 12 de julho

(Foto: Divulgação/SMCS)

A terceira edição do Boqueirão Fashion Day será dia 12 de julho, às 19 horas. Pelo terceiro ano consecutivo, a estrutura da Rua da Cidadania do Boqueirão vai se transformar em passarela para exibir os modelos criados por profissionais da costura de Curitiba com os tecidos e aviamentos comercializados no bairro que se tornou o polo têxtil curitibano.

Enquanto o glamour do evento não começa, o trabalho dos bastidores já está intenso. Muito antes de os modelos entrarem na passarela, os profissionais que estão desenvolvendo a coleção desfilarem: na última semana, bateram perna pela Rua Bley Zorning, que concentra lojas de tecidos, acessórios e demais insumos para a confecção.
“É onde tudo começa. Os empresários da Bley Zorning estão muito animados em mais uma vez participar do Boqueirão Fashion Day”, afirma o administrador da Regional Boqueirão, Ricardo Alexandre Dias.

“O Boqueirão Fashion Day tem contribuído para firmar a região como polo têxtil curitibano, atraindo compradores de toda Curitiba e de outras cidades”, completa.

As roupas vão, como nos anos anteriores, mostrar a identidade de Curitiba. A estudante do curso de Curso Técnico de Modelagem do Vestuário, do Senai Eliza How está desenvolvendo looks inspirados no Jardim Botânico.

“Como experiência profissional, o Fashion Day é um grande desafio. É uma grande responsabilidade apresentar um projeto sobre a cidade para a cidade”, conta.

Trajes Inclusivos
Uma das novidades será a apresentação de cinco modelos inclusivos, para pessoas com deficiências, que estão sendo desenvolvidos pela professora do Curso Técnico de Modelagem do Vestuário, do Senai, Bruna Broing e estudantes do curso.
Ela e uma de suas alunas, Raquel dos Santos, também estiveram na Rua Bley Zorning escolhendo tecidos e aviamentos para começar a costurar as peças que já foram projetadas.
“É uma grande honra de valorizar esse bairro que é o polo da costura na cidade”, diz Bruna.

“Vamos propor uma face da moda real em Curitiba, para a pessoa com deficiência que precisa da roupa para sua rotina, para ser autônoma, se sentir bem vestida, bonita, como todo curitibano”, explica.

Valorização
O Boqueirão é um polo têxtil. De acordo com um levantamento do Ippuc, o bairro é o terceiro maior em número de empresas da capital. São 11.112 nos setores da indústria, comércio e serviços. O bairro reúne lojas e distribuidoras de tecido e roupas prontas, aviamento e maquinário, malharias e tecelagens, estamparias. Os empresários fazem parte de um universo econômico dos mais relevantes da cidade.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES