Publicidade
Coritiba

Terceiro em ranking de goleiros-artilheiros, Wilson vira cobrador de faltas

Terceiro em ranking de goleiros-artilheiros, Wilson vira cobrador de faltas
Wilson comemora com Guilherme Parede o gol sobre o Juventude (Foto: Geraldo Bubniak)

O goleiro Wilson, 34 anos, ganhou autorização do técnico Argel Fucks para cobrar faltas em jogos do Coritiba. Ele já marcou um gol dessa forma na carreira, quando defendia o Figueirense. Em toda carreira, tem dez gols. Oito deles foram pelo Campeonato Brasileiro (Séries A e B).

Wilson é o terceiro goleiro com mais gols nas duas primeiras divisões do campeonato nacional. Só fica atrás de Rogério Ceni, que fez 59 nessas competições, entre 1993 e 2015. Hoje ele é técnico do Fortaleza. O segundo colcado é Márcio, 37 anos, ex-Atlético-GO, com 18 gols nas Séries A e B, de 2003 a 2017. Hoje ele defende o Goiânia. Márcio anotou oito gols na primeira divisão e dez na segunda.  

GOLEIRO-ARTILHEIRO
Gols de goleiros em Brasileiros (Séries A e B)
59 gols — Rogério Ceni (1993-2015)
18 gols — Márcio (2003-2017)
8 — Wilson (2007-2018)

ESQUEMA
O técnico Argel Fucks explicou que a equipe terá uma adaptação para que Wilson possa cobrar faltas. “A gente vai treinar hoje. Quando você coloca um goleiro para bater falta, tem que pensar em vários fatores. A bola pode bater na barreira e voltar, então temos que fazer um bloqueio, estar organizado e ter um jogador no gol, como o São Paulo fazia com o Rogério (Ceni)”, disse. 

Argel lembrou ainda que o clube tem outros cobradores, como Chiquinho, Guilherme Parede e Jean Carlos. “Vamos treinar, montar um mecanismo para que possa estar protegido. O risco tem que ser zero. Ele bate bem, o Chiquinho, o Parede, o Jean Carlos também. Ele já é nosso batedor oficial de pênalti e pode, sim, pelo aproveitamento que ele tem, se tornar um batedor oficial de falta”, explicou.

Em entrevistas, Wilson já havia falado sobre essa possibilidade. “Sempre me perguntaram sobre isso porque já fiz gol de falta no Figueirense, já fiz gols de falta na base, no Flamengo. É uma coisa que o Tcheco já havia falado para voltar a treinar, e o Argel também. Estou voltando a pegar com mais intensidade nos treinamentos de falta. Tem outros cobradores também, mas, se precisar, eu estarei pronto. Mas não é uma coisa que eu tenho esse objetivo. Como foi no pênalti, foi acontecendo naturalmente”, comentou o jogador.

Em 2018, Wilson tem cinco gols pelo Coritiba – todos em cobrança de pênalti. 

DESTAQUES DOS EDITORES