Até domingo

Exposição de arte no MuMa une jovens pobres e ricos

Segue só até o próximo domingo (15) em Curitiba a exposição No espaço entre nós, uma proposta inovadora que reúne um acervo de telas cujos autores são adolescentes da favela e da classe média. Jovens entre 12 e 15 anos trabalharam em duplas em uma mesma obra sem ao menos se conhecerem pessoalmente. A tela ia e voltava para que cada um da dupla desse continuidade ao que o outro havia começado.

O resultado dessa inusitada experiência são as 36 mandalas expostas no Museu Municipal de Arte (MuMA), no Portão Cultural, em Curitiba. Os dois grupos de origens tão distintas só se conheceram na primeira exposição, em agosto, no Museu da República, no Rio de Janeiro. A exposição tem ainda animação de Marcos Magalhães, criador do Anima Mundi, e sonorização de Mauricio Sales, com depoimentos dos adolescentes.

Ao misturar jovens da favela e da classe média carioca, o arte-educador Helio Rodrigues queria demonstrar que a divisão imposta pelas condições sociais não precisa ser uma divisão presente nas relações humanas. E lançou aos jovens o desafio de refletir a partir de três questões: Como eu trato as distâncias (sociais, econômicas etc.) que nos separam? O que pode me aproximar do outro aparentemente tão diferente de mim? Como posso pensar ou solucionar com arte o espaço vazio que existe entre nós?

Além da produção conjunta de telas, esses jovens foram instigados a trabalhar o próprio corpo como elemento artístico. Com suas imagens transformadas em sombras (com o auxílio do teatro chinês) e o uso de tintas, bastões, papéis, eles deixaram fluir suas ideias para torná-las expressão artística. A proposta de se tornarem sombras fez com que abandonassem sua imagem exterior, em geral tão conectada à sua identidade social, para assim buscar expressar-se unicamente com a linguagem artística.

É nesse ponto que os visitantes da exposição no MuMA podem interagir com a arte desses adolescentes. As sombras deles são projetadas em diferentes formados em grandes cubos de vidro serigrafado (leitoso), que podem ser movimentadas por meio de canetas imantadas. Assim, adultos e visitantes que visitam a exposição podem criar diferentes molduras com as sombras. Os trabalhos criados irão para o Facebook da mostra, e o visitante poderá guardar e compartilhar suas criações, com a hashtag #noespacoentrenos.

 

 

Serviço:

Exposição No espaço entre nós

Funcionamento: de terça-feira a domingo, das 10h às 19 horas

Período: até 15/01/17

Local: Museu Municipal de Arte (MuMA) - Portão Cultural

Endereço: Av. República Argentina, 3.430

Entrada franca