Na Capital

Terminal Pinheirinho fica lotado, apesar das recomendações e da presença do exército

À espera do ônibus, passageiros se aglomeram
À espera do ônibus, passageiros se aglomeram (Foto: Franklin de Freitas)

Uma imagem chamou atenção na tarde dsta quinta-feira (14). O Teminal Pinheirinho estava lotado de passageiros e as filas não obedeciam o distanciamento recomendado. Houve aglomeração. O recomendado é que os passageiros à espera do ônibus fiquem a pelo menos um metro e meio de distância. Os ônibus também não devem sair lotados. Para amenizar a situação, ao menos praticamente todos estavam de máscaras.

Nesta quinta, a Prefeitura divulgou que um trabalho de orientação em terminais e agências bancárias será feito para evitar estas aglomerações. Pela manhã de ontem, soldados do Exército se juntaram a guardas municipais nos trabalhos de orientação e fiscalização nos maiores terminais de ônibus e em agências da Caixa Econômica Federal da cidade. O movimento na Caixa Econômica deve voltar a aumentar nos próximos dias, com o pagamento de nova parcela do auxílio emergencial destinado a trabalhadores informais.

O trabalho de orientação já vinha sendo feito pela Guarda Municipal em pontos estratégicos e, pelos próximos dez dias, recebe o apoio do Exército. Esse período pode ser prolongado, conforme a necessidade.

A força-tarefa será concentrada – entre 5h30 e 8h30 – nos principais terminais (Pinheirinho, Santa Cândida, Cabral, Centenário de Boqueirão). No fim do dia, entre 16h30 e 19h30, a cooperação entre Prefeitura e Exército será nas estações-tubo nas praças Carlos Gomes, Rui Barbosa e na estação Central e no terminal do Pinheirinho. Serão 40 soldados em cada período.

Ainda seguindo as determinações da Saúde, a Urbs colocou marcações nos terminais para que os passageiros mantenham a distância mínima entre si e vem distribuindo panfletos sobre as orientações. Outra ação será em relação à limpeza dos ônibus, que também ganhará reforço do Exército.