Publicidade

Thiem bate Zverev sem sets diretos e passa à final do ATP Finals contra Tsitsipas

O ATP Finals, torneio em Londres que reúne os melhores tenistas da temporada de 2019, terá um campeão inédito. Neste sábado, o austríaco Dominic Thiem, que vive uma semana inspirada com direito a vitórias sobre o suíço Roger Federer e o sérvio Novak Djokovic, derrotou o alemão Alexander Zverev, atual detentor do título, por 2 sets a 0 - com parciais de 7/5 e 6/3, após 1 hora e 34 minutos - para chegar à decisão pela primeira vez na carreira. Vai encarar neste domingo, às 15 horas (de Brasília), o grego Stefanos Tsitsipas, estreante na competição, que mais cedo havia ganhado de Federer na outra semifinal.

Para ficar a um triunfo de sua maior conquista, Thiem teve pela frente um jogo tenso contra Zverev, mas superou o alemão pela sexta vez em oito duelos até agora. Com ao menos 800 pontos a serem somados na atualização do ranking da ATP, o austríaco recuperará o quarto lugar, deixando para trás o russo Daniil Medvedev, que saiu do ATP Finals sem qualquer vitória.

Contra Tsitsipas, Thiem conta com um retrospecto favorável no circuito profissional. O austríaco de 26 anos venceu quatro dos seis confrontos diante do grego, mas apenas um nesta temporada - a final do ATP 500 de Pequim, na China. Todos os outros aconteceram no ano passado, com triunfo de Thiem em Doha, Indian Wells e Roland Garros e derrotas em Barcelona e Canadá.

Em quadra, Thiem e Zverev fizeram um duelo de fortes saques e muitas trocas de fundo de quadra. Irregular, o alemão deixou escapar duas importantes oportunidades no primeiro set, quando teve chance de quebra no terceiro e quinto games. Mais tranquilo, o austríaco conseguiu a quebra decisiva no 12.º game, quando o adversário se mostrou tenso e descontou a raiva na raquete.

A segunda parcial veio com domínio dos sacadores, ainda que Thiem tenha sofrido no quinto game. Só que outra vez Zverev cometeu erros importantes na hora da pressão e acabou cedendo o saque na terceira tentativa. Thiem ainda teve que evitar dois break-points antes de fechar a partida.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES