Na mata, na água, no céu

Tibagi se torna a Capital Paranaense do Esporte de Aventura

(Foto: Monica Luise Pohren/PMT)

Tibagi recebeu o título de Capital Paranaense do Esporte de Aventura. A Lei nº 21.031 foi publicada na edição nº 11.167 do Diário Oficial do Paraná do dia 03 de maio de 2022. A proposta já em tramitação pretende valorizar ainda mais os atrativos naturais e a história, fortalecendo Tibagi como destino turístico e contribuindo para movimentar ainda mais a economia local.

“É uma satisfação muito grande Tibagi ser reconhecida com um título tão importante como esse. Nossas belezas naturais favorecem a prática de esportes e atividades ao ar livre, que são a grande tendência do turismo para os próximos anos”, garante o prefeito Artur Butina.

O projeto foi apresentado pelos deputados Ademar Traiano e Tercílio Turini. A proposta ressalta a grande quantidade de atrações para os visitantes, com destaque para o famoso Parque Estadual Guartelá onde pode ser contemplado do mirante o sexto maior cânion do mundo. São 32 quilômetros de extensão e desníveis de até 450 metros que formam belas paisagens.

Outros locais de muita beleza para passear: Cânion do Rio Iapó, Cachoeira da Ponte de Pedra e Panelões do Sumidouro, com verdadeiras banheiras de hidromassagem naturais.

Para voo livre, os praticantes têm as opções do Morro da Comuna, considerado um dos melhores locais do Paraná com diversos festivais e campeonatos, e do Morro do Jacaré, entre outros pontos de decolagem.

Para trilhas, a quantidade de trajetos é um convite para conhecer Tibagi. A estrutura para acolher visitantes oferece pousadas, fazendas, sítios, áreas de camping e muitas outras possibilidades de passeio, prática de esportes e apreciação da natureza.

Os informativos turísticos citam vários locais: Itaytyba Ecoturismo - Caminhos de Arenitos e Cachoeiras; recanto ecológico Safari´s Farm, na conhecida Fazenda da Praia; Sítio Sete Quedas - complexo de preservação da biodiversidade; Recanto Ecológico da Dora - fauna, flora e cachoeiras; Salto Santa Rosa, com 76 metros de desnível; Salto Puxa-Nervos, recomendado para rapel; Fazenda São Damásio Ecoturismo, conjunto de 11 fendas; Fenda do Nick, abismo de rara beleza; Circuito Guapiquerê-Guartelá Extremo, trilha mais extensa do Cânion do Rio Iapó; Trilha do Índio, com trilhas e pinturas rupestres; e Ladeira do Paredão, indicado para caminhadas.