Publicidade
Paraná 0 x 0 Cianorte

"Tinha carro aqui no entorno da Vila Capanema boiando", diz técnico do Paraná

Allan Aal, técnico do Paraná Clube: depois de 7 jogos em 21 dias, uma semana para treinar
Allan Aal, técnico do Paraná Clube: depois de 7 jogos em 21 dias, uma semana para treinar (Foto: Valquir Aureliano)

O Paraná Clube não conseguiu, novamente, alcançar seu objetivo jogando na Vila Capanema. Contra o Cianorte, a chuva castigou o gramado e o que menos se viu na partida foi futebol, persistindo o zero no placar. "Hoje foi uma tempestade que tinha carro aqui no entorno da Vila Capanema boiando", comentou o técnico paranista, Allan Aal, em entrevista coletiva após o jogo, citando uma imagem que circula nas redes sociais e mostra um veículo Volskwagen Gol preto sendo carregado pela chuva nos arredores do estádio paranista. "Hoje o campo praticamente impossibilitou de jogar", complementou.

Apesar das circunstâncias, o treinador também revelou que a falta de gols preocupa a comissão técnica. "Poderia ter saído com um placar melhor se tivesse aproveitado mais a bola parada, os cruzamentos. Não conseguimos o objetivo, que era a vitória, mas não deixamos de nos entregar em nenhum momento", disse.

"Nem o torcedor nem a gente vai para casa tranquilo, satisfeito com o resultado. Satisfeito com a entrega dos jogadores, mas não com o resultado", lamentou ainda o técnico, quando questionado se estava tranquilo com relação à possibilidade de o time se classificar para a próxima fase do estadual - está hoje na oitava colocação, com seis pontos, apenas dis pontos na frente do Cascavel CR, primeiro time na zona de rebaixamento.

A boa notícia, por outro lado, é que depois de encarar uma maratona de sete jogos em 21 dias o Paraná terá uma semana cheia apenas para treinar. "A gente chega com facilidade na linha de fundo, chega com facilidade na bola parada, mas não estamos aproveitado. É algo normal quando não se tem tempo para treinar, mas com uma semana vamos poder corrigir e diminuir o número de erros. Estamos pecando no penúltimo passe, naquele cruzamento ou até naquelas finalizações em que não estamos tendo sucesso."

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES