Publicidade
Universidade

Tiroteio na PUCPR, no Prado Velho, em Curitiba, assusta e alunos se trancam em salas de aula. Veja vídeo

Um tiroteio nas imediações do campus da Pontificia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR) causou pânico entre alunos, pais e professores no meio desta manhã de terça-feira, 30. Equipes do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar (PM) do Paraná foram acionados às 10h27, segundo as informações da PM, para prestar atendimento a ocorrência. 

Segundo a PM, durante uma perseguição policial, dois suspeitos em fuga perderam o controle do veículo, invadiram as dependências do campus da Universidade, rompendo as grades do estacionamento da PUCPR, localizada na Rua Imaculada Conceição, no bairro Prado Velho, em Curitiba. Segundo a PM, os suspeitos teriam furtado estepes nas imediações da instituição e ao avistarem os policiais teriam atropelado um oficial na fuga.

Houve perseguição e troca de tiros antes dos policiais adentrarem o campus. Um dos homens morreu. O segundo ficou ferido e buscou abrigo dentro da Capela da PUCPR. Ele foi atendido pelo SIATE.

Nenhum aluno, funcionário ou professor da instituição ficou ferido durante a ação. Conforme a PUCPR, "a equipe de segurança da instituição acompanhou toda a situação e informa que não há riscos para a rotina do campus." As atividades da instituição seguem dentro da normalidade, segundo nota da PUCPR.

MEDO

No momento da ação, alunos relatram terem ouvido tiros dentro da Universidade. Aqueles que estavam em outros blocos mais distantes, relataram medo ao ouvir as sirenes se aproximando. Pelas janelas, alguns alunos, em desespero, diziam estar chegando carros do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), da PM, e ambulâncias. "Estamos aqui trancados dentro da sala de aula e a professora disse que ninguém sai até saber o que está acontecendo", dizia uma das alunas do curso de História.  Outros relatavam ter ouvido vários tiros momentos antes.

Ainda segundo relatos de alunos, circulavam informações por grupos de WhatsApp, que algumas pessoas teriam sido flagradas dentro do estacionameto da instituição, de onde teriam vindo os tiros. Outros afirmavam terem visto vários policiais correndo pelo pátio.

PUCPR

Próximo das 11 horas, a PUCPR emitiu uma nota interna para a comunidade acadêmica informando que a situação já teria sido resolvida pelos policiais e os alunos poderiam circular pelo campus com segurança.

Mais tarde, a PUCPR, emitiu uma nota oficial sobre o ocorrido. Nesta nota, a intituição explicou que "dois indivíduos em fuga da polícia militar perderam o controle do veículo e invadiram as dependências do campus da Universidade, rompendo as grades do estacionanento."

Ainda segundo a nota, umdos bandidos morreu no confronto com os policiais e o outro ficou ferido e foi atendido pelo SIATE. A equipe de segurança da PUCPR acompanhou toda a situação e informa que não há riscos para a rotina do campus."

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES