Publicidade
Canarinho rubro-negra

Tite convoca Seleção com goleiro do Athletico e outros três ex-Furacão

(Foto: Geraldo Bubniak)

A expectativa era grande pela convocação para a Seleção Brasileira do meio-campista Bruno Guimarães. Destaque do Athletico aos 21 anos, o jogador foi um dos principais nomes na final da Copa do Brasil, tendo inclusive marcado o gol da vitória do Furacão na partida de ida contra o Internacional, na Arena da Baixada, que acabou 1 a 0. Mas o técnico Tite surpreendeu na manhã desta sexta-feira (20 de setembro) e, na sede da CBF, no Rio de Janeiro, anunciou a convocação com outro nome do rubro-negro paranaense: o goleiro Santos, outro nome que tem brilhado muito intensamente nos últimos tempos. O meio-campista, por sua vez, irá servir a seleção pré-olímpica (sub-23), participando de amistosos contra Venezuela e Japão, nos dias 10 e 14 de outubro.

A convocatória de Tite, inclusive, conta com outros nomes que já passaram pelo Furacão. Além de Santos, há o também goleiro Weverton, hoje no Palmeiras; o lateral-esquerdo Alex Sandro, da Juventus (ITA); e o lateral-esquerdo Renan Lodi, vendido no começo da temporada 2019-2020 pelo Athletico Paranaense ao Atlético de Madrid.

Ao todo, sete atletas que atuam no futebol nacionalo foram convocados. São eles:  o zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Gabriel, ambos do Flamengo; o meio-campista Matheus Henrique, de apenas 21 anos, e o atacante Everton, ambos do Grêmio; e o lateral-direito Daniel Alves, do São Paulo.

Os atletas chamados para defender a equipe nacional e que atuam no País vão desfalcar os seus times na 24ª e 25ª rodada do Campeonato Brasileiro, que ocorrerão entre os dias 9 e 13 de outubro. 

Estes dois duelos na Ásia serão os primeiros do time nacional depois de ter acumulado dois jogos sem vitórias em amistosos nos Estados Unidos, onde empatou por 2 a 2 com a Colômbia, em Miami, e foi derrotado por 1 a 0 pelo Peru, em Los Angeles.

Tite comandará o Brasil contra Senegal, no estádio Nacional de Cingapura, após sofrer a sua terceira derrota como técnico da seleção, que ele assumiu em 2016 - as outras duas foram para a Argentina (1 a 0 em amistoso na Austrália em 2017) e para a Bélgica (por 2 a 1 nas quartas de final da Copa do Mundo de 2018).

O amistoso do Brasil contra o Senegal marcará a primeira vez que a seleção brasileira principal enfrentará o rival na história. Os senegaleses ocupam a 20ª posição do ranking da Fifa, que voltou a ser atualizado na última quinta-feira. Já a Nigéria, rival seguinte em solo asiático, ocupa o 34º lugar desta listagem da entidade e só encarou o time de cima brasileiro em uma única ocasião, em 2003, quando foi derrotada por 3 a 0, em Abuja, capital da nação africana, onde Gil, Luis Fabiano e Adriano fizeram os gols do amistoso.

Juninho Paulista, novo coordenador de seleções da CBF, informou antes da convocação anunciada por Tite que César Sampaio, assim como ocorreu nos últimos amistosos nos Estados Unidos, voltará a exercer a função de auxiliar pontual da seleção. E ele confirmou o ex-atacante Bebeto, tetracampeão mundial pelo Brasil em 1994, como chefe de delegação para estes dois próximos jogos do Brasil.

Confira a lista de convocados da seleção brasileira:

Goleiros - Ederson (Manchester City), Santos (Athletico-PR) e Weverton (Palmeiras).

Laterais - Daniel Alves (São Paulo), Danilo (Juventus), Alex Sandro (Juventus) e Renan Lodi (Atlético de Madrid).

Zagueiros - Marquinhos (Paris Saint-Germain), Thiago Silva (Paris Saint-Germain), Éder Militão (Real Madrid) e Rodrigo Caio (Flamengo).

Meio-campistas - Casemiro (Real Madrid), Fabinho (Liverpool), Philippe Coutinho (Bayern de Munique), Arthur (Barcelona), Matheus Henrique (Grêmio) e Lucas Paquetá (Milan).

Atacantes - Everton (Grêmio), Neymar (Paris Saint-Germain), Roberto Firmino (Liverpool), Richarlison (Everton), Gabriel Barbosa (Flamengo) e Gabriel Jesus (Manchester City).

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES