Decisão

TJPR acata recurso e reduz pena de Luccas Abagge por homicídio e roubo

(Foto: Divulgação/Polícia Civil)

Na quinta-feira (25), a 1ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJPR) julgou o recurso do réu Luccas Abagge contra a condenação por crimes de homicídio e roubo, cometidos em julho de 2016. O assassinato no Centro de Curitiba teve como motivação a disputa por pontos de vendas de drogas. Além disso, três veículos foram roubados durante a fuga, considerada cinematográfica. Em janeiro de 2019, após apreciação do Tribunal do Júri, foi imposta ao réu a pena de 54 anos de reclusão em regime fechado. Por unanimidade de votos, agora, a 1ª Câmara Criminal reduziu a pena para 48 anos, 9 meses e 27 dias de reclusão em regime fechado. Luccas é filho de Beatriz Abagge, que foi ré no caso Evandro Ramos Caetano, o julgamento mais longo da história do Paraná.

SAIBA MAIS NO BLOG PLANTÃO DE POLÍCIA