Publicidade
Cuidados diários

Tratamento combate cinco hábitos tóxicos para o organismo

(Foto: Reprodução)

O simples ato de esquentar a marmita no micro-ondas ou a absorção de partículas decorrente da aplicação de desodorantes são hábitos que, embora pareçam inofensivos, oferecem riscos à saúde. Tais costumes fazem com que o organismo acumule toxinas que podem gerar desequilíbrio mental e físico, além de propiciar o surgimento de doenças a médio e longo prazo. 

“Infelizmente, no Brasil o Detox é explorado no sentido de emagrecimento, mas esse é apenas um dos resultados conquistados ao se cuidar do equilíbrio entre corpo e mente. Na Europa, por exemplo, é uma prática comum, realizada ao menos duas vezes ao ano”, detalha o naturopata Adoilto Chaves, certificado para aplicar o tratamento no país desde 2004 da clínica MediPraxis.

Somadas aos agrotóxicos e à poluição, todas as toxinas acumuladas se transformam em uma bomba invisível, que dá sinal por meio de alguns indícios, como dor de cabeça, indisposição e ganho de peso.
Para tentar corrigir esses problemas, a proposta do tratamento britânico é que se faça uma alimentação mais alcalina, composta por orgânicos, sem proteína animal e rica em líquidos, para ajudar na recuperação dos órgãos internos.

Além da dieta, são realizadas ações terapêuticas que potencializam o processo, como: Ozonioterapia – aplicação de uma mistura de gases oxigênio e ozônio que equilibra o sistema imunológico; Foot Detox – desintoxicação iônica nos pés que torna o PH do organismo mais alcalino protegendo-o de fungos, bactérias e vírus; Enemas – lavagem intestinal com alta eficiência comprovada no tratamento de doenças; Ventosaterapia – técnica milenar chinesa que utiliza ventosas na pele com pressão negativa, criando um vácuo para eliminar as toxinas, entre outras.

“O resultado do programa é altamente satisfatório, pois trabalha com uma desintoxicação do corpo como um todo. A partir do quarto dia os pacientes já sentem mais energia e vitalidade e, ao final, além dos benefícios para a saúde, melhora de forma significativa a aparência estética, tornando pele e cabelo mais viçosos e trazendo uma sensação de rejuvenescimento”, finaliza o naturopata.

Cinco coisas comuns que prejudicam o corpo:

1. Desodorante aerossol
A maioria contém cloridróxido de alumínio ou cloreto e cloridratos para inibir a sudorese. O problema é que essas micropartículas penetram no organismo e podem desencadear o desenvolvimento de câncer.

2. Cosméticos
Shampoos, protetores solares e esmaltes de unha contêm substâncias como parabenos e ftalatos, que são responsáveis pela espuma ou pelo brilho e fixação dos produtos. No organismo, porém, elas causam alterações hormonais, aparecimento de câncer e envelhecimento precoce da pele.

3. Plástico no micro-ondas
Muitos recipientes utilizados no cotidiano contêm Bisfenol A (BPA), uma substância cancerígena que, quando aquecida a temperaturas elevadas, pode causar problemas cardíacos e hormonais.

4. Água
A indisposição pode ser um sinal de problema com a água. Isso porque o PH recomendado para a água potável é acima de 6,5, porém o abastecimento hídrico das cidades não alcança esse patamar – além de conter produtos químicos como metais pesados, xenoestrógenos e cloro.

5. Leite
Além do esforço do organismo para realizar a digestão da lactose após a infância, o leite é carregado de hormônios. Por causa da constante inseminação das vacas para não interromper a produção de leite, elas produzem 33 vezes mais estrona, que é ingerida pelo consumidor.

Publicidade

Plantão de Notícias

Mais notícias

DESTAQUES DOS EDITORES