TRE cassa mandato de prefeito e vice-prefeito de Cascavel

O prefeito de Cascavel, Edgar Bueno (PDT), e seu vice, Maurício Querino Theodoro (PSDB), tiveram seus mandatos cassados nesta terça-feira (12) pela Corte do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Os dois são acusados de gastarem excessivamente com publicidade no ano da eleição, do uso indevido dos meios de comunicação e abuso de poder político e de fraude perpetrada com propaganda enganosa no fim do período de campanha eleitoral.

Para o relator do caso, Dr. Marcos Roberto Araújo dos Santos, a fraude está absolutamente evidenciada e os dois políticos teriam criado uma verdadeira campanha difamatória e caluniosa (...) abusando de seu direito ao explorar fatos distorcidos e verdadeiro factóide em desfavor de seu oponente.

Ainda segundo o relator, os eleitores de Cascavel foram induzidos em erro quanto à pessoa do candidato Professor Lemos, tendo sido levados a crer que o mesmo seria capaz de praticar um crime (falsidade ideológica) para concorrer ao cargo de prefeito do município.

Ao final, arremata o Relator que o impacto desta campanha difamatória às vésperas da eleição, com da devida vênia dos posicionamentos contrários, é devastador. A própria discussão judicial acirradíssima que ocorreu em torno do fato dá a noção da comoção popular gerada pela divulgação dos fatos de forma distorcida.